Cerca de 40 mil policiais farão a segurança em reunião do G-8 no Japão

A segurança também será feita pelo exército japonês, na ilha de Hokkaido, onde acontece o encontro, e em Tóquio

SÃO PAULO – O governo japonês irá disponibilizar cerca de 40 mil policiais para garantir a segurança durante o encontro dos líderes do G-8, o grupo dos sete países mais desenvolvidos e a Rússia, que acontece entre os dias 7 e 9 de julho, na ilha de Hokkaido.

Segundo a Agência Nacional de Polícia do país, 20 mil desses profissionais ficaram responsáveis pela segurança ao redor da sede da cúpula e outros locais da ilha. Já os outros 20 mil ficarão em locais públicos, como estações de trem, em Tóquio.

Exército também fará segurança

O Exército japonês também irá participar das ações de segurança durante o encontro, para evitar possíveis ataques terroristas. Além disso, cerca de 46 quilômetros de espaço aéreo serão fechados.

PUBLICIDADE

A polícia também deverá vigiar a capital de Hokkaido, Sapporo, onde ficarão hospedados os presidentes da China, Hu Jintao, e da Coréia do Sul, Lee Myung-Bak.