Candidatos à presidência da Câmara disputam apoio do PMDB

A disputa entre os deputados do PT e do PC do B se torna mais acirrada e a bancada do PMDB pode decidir a eleição

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Ao contrário do que esperava o presidente Lula, a disputa pela presidência da Câmara está cada vez mais acirrada. Os dois candidatos da base governista foram buscar o apoio do PMDB nesta quarta-feira.

Tanto Arlindo Chinaglia, do PT, quanto Aldo Rebelo, do PC do B, encontraram-se com o presidente do partido que possui a maior bancada da Câmara, Michel Temer, e fizeram propostas semelhantes.

Acordos semelhantes

Ambos ofereceram um revezamento de poderes na presidência da Casa. Os dois políticos garantiram o apoio de diversas legendas à eleição do PMDB em 2009 em troca de apoio neste pleito.

Aprenda a investir na bolsa

Temer afirmou que a bancada de seu partido só tomara uma decisão na próxima semana. Nesta tarde, os dois candidatos se reuniram e Chinaglia propôs uma prévia informal dentro da base aliada para decidir a candidatura.

O deputado do PT se diz certo de vencer a prévia. Rebelo, por outro lado, afirmou que não irá abrir mão de sua candidatura e que já possui o apoio dos governadores do Paraná e do Amazonas.