"Glória a Deus"

Cabo Daciolo surpreende e fica à frente de Marina, Meirelles e Álvaro Dias

No placar nacional, o deputado federal do Rio de Janeiro ficou em 6° lugar na corrida presidencial com 1,3% dos votos  

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Com uma campanha discreta, de poucas aparições públicas e apenas R$ 808 declarados à Justiça Eleitoral, Cabo Daciolo (Patriota) surpreendeu e ficou em 6° lugar na corrida presidencial, com 1,3% dos votos – à frente de nomes como Marina Silva (Rede), Henrique Meirelles (MDB) e Álvaro Dias (Podemos). 

Com 100% das urnas apuradas, ele teve 1.348.229 votos. Foi a primeira vez que ele se candidatou à presidência e a maior parte de sua campanha ficou no alto de um monte no Rio de Janeiro para fazer “jejum e oração”, segundo ele.

Em alguns estados, os números chamaram ainda mais atenção. No Amazonas, por exemplo, ficou em 4° lugar atrás apenas de Jair Bolsonaro (PSL), Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT).  

Aprenda a investir na bolsa

No Ceará, Pernambuco e Rio de Janeiro, ele também ficou na 4posição, na frente de Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB).

Ele foi ganhando destaque com seu apelo religioso nos debates, com o seu bordão “Glória a Deus”, e com a sugestão de que Ciro Gomes fazia parte do “plano da Ursal” que virou, inclusive, meme na internet. Como deputado, Daciolo organizava cultos e reuniões evangélicas no Congresso Nacional. 

Carreira na política 

Em 2011, ele participou da greve dos bombeiros no Rio, durante a gestão de Sérgio Cabral. Foi nessa época que ganhou notoriedade no cenário político. A liderança nesse movimento lhe rendeu 16 dias de prisão em 2012. Apesar de ter feito carreira no Rio de Janeiro, nasceu em Florianópolis e hoje tem 42 anos. 

A hora de investir em ações é agora: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem.