Coronavírus

Bruno Covas decreta estado de emergência em São Paulo

Pelo decreto, a prefeitura pode adquirir bens e serviços destinados ao enfrentamento da emergência sem a necessidade de licitação

Movimentação de passageiros no Metrô de São Paulo (crédito: AGATHA GAMEIRO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO)

SÃO PAULO – O prefeito Bruno Covas declarou estado de emergência na cidade de São Paulo. A publicação foi feita no Diário Oficial.

“Fica decretada situação de emergência no Município de São Paulo, para enfrentamento da pandemia decorrente do coronavírus, de importância internacional”.

Pelo decreto, a prefeitura pode adquirir bens e serviços destinados ao enfrentamento da emergência sem a necessidade de licitação.

PUBLICIDADE

Ontem, Covas havia outras medidas para tentar conter o avanço do surto na cidade, como o cancelamento de eventos privados. O rodízio de veículos também foi suspenso.

A partir da semana que vem, escolas e creches municipais serão fechadas. O prefeito disse que há intenção de criar uma creche específica para atender filhos de profissionais da saúde e que se estuda uma forma de continuar oferecendo as merendas com escolas fechadas. Essas medidas deverão ser anunciadas até esta sexta-feira.