AO VIVO Radar InfoMoney: Ambev cai com Morgan rebaixando recomendação com aumento de competição e saída do Brasileirão

Radar InfoMoney: Ambev cai com Morgan rebaixando recomendação com aumento de competição e saída do Brasileirão

Eleições 2018

Bolsonaro vencendo no 1º turno? As chances aumentaram, mas ainda não é provável

Os números do candidato representam cerca de 35% dos votos válidos, o que torna "quase certo" que ele esteja no segundo turno

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A possibilidade de definição do próximo presidente do Brasil já no próximo domingo não é considerada impossível pelo mercado, que comemorou os dados favoráveis ao deputado Jair Bolsonaro (PSL) divulgados pela pesquisa Ibope mais recente. O candidato superou pela primeira vez a barreira dos 30%, passando de 27% para 31% da preferência do eleitorado, e viu seu principal oponente, Fernando Haddad (PT), estacionar no mesmo patamar do levantamento anterior.

Os números de Bolsonaro representam cerca de 35% dos votos válidos, o que torna “quase certo” que ele esteja no segundo turno, mas para superar os 50% e vencer no primeiro turno ainda há um bom caminho para percorrer, apontou para Bloomberg Julio César Barros, economista da Mongeral Aegon Investimentos.

Segundo cálculos da equipe XP Política, uma vitória de Bolsonaro já no primeiro turno exige que ele conquiste 70% dos votos depositados hoje nos quatro candidatos “azuis” (Geraldo Alckmin, Alvaro Dias, João Amoedo e Henrique Meirelles) ou 55% dos votos deles somados aos de Marina Silva (Rede).

Aprenda a investir na bolsa

Lucas de Aragão, sócio da Arko Advice,admite que o candidato do PSL pode ser favorecido por uma migração de votos da centro-direita antes da eleição, mas que não deve ser total. A delação de Antonio Palocci não deve alterar o cenário, segundo o analista, porque o eleitor do PT “está careca de saber” do teor das acusações e não deve mudar seu voto.

Para o sócio da Arko, para obter a vitória no primeiro turno, Bolsonaro precisaria de uma improvável “tempestade perfeita” de votos úteis na reta final para superar a soma de todos os rivais, precisaria de uma improvável “tempestade perfeita” de votos úteis na reta final para superar a soma de todos os rivais.

Leia também: Bolsonaro afasta sombra de ‘voto útil’ e mostra força; Haddad não supera petismo e enfrenta problemas

Segundo turno

Segundo a pesquisa Ibope, Bolsonaro passou a empatar numericamente com Fernando Haddad (PT) no segundo turno – antes ele ficava 4 pontos atrás – e viu sua rejeição estagnar em 44% ao passo que o índice de Haddad saltou de 27% para 38%. “O resultado de segundo turno é particularmente positivo para Bolsonaro porque mina o discurso de voto útil empregado pela campanha tucana, adotado com força total na reta final”, afirma a equipe da XP Política.

Vale lembrar que as entrevistas foram feitas no sábado (29) e no domingo (30), dias em que houve atos pró e contra o político do PSL. Coincidiu também com a cobertura da saída do deputado do hospital e com um tom mais agressivo das propagandas de Geraldo Alckmin contra o PT.

PUBLICIDADE

Assim, mesmo com todos os reveses, o candidato do PSL conseguiu subir nas pesquisas, o que animou o mercado – porém, ainda há muito ceticismo se Bolsonaro conseguirá liquidar a fatura já no próximo domingo. 

(Com Bloomberg)

Quer investir em ações pagando zero de corretagem? Abra uma conta na Clear