Denúncia

Após rejeitar relatório de Zveiter, CCJ aprova por 41 a 24 texto a favor de Temer

Novo relatório será submetido ao plenário da Câmara, a quem acabe a palavra final sobre autorizar ou não o STF a analisar a denúncia

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após a rejeição do relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) a favor da denúncia contra o presidente Michel Temer, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou nesta quinta-feira (13) um novo parecer, de Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), recomendando a rejeição da denúncia.

O novo relatório foi aprovado 41 votos a 24 e será submetido ao plenário da Câmara, a quem acabe a palavra final sobre autorizar ou não o STF a analisar a denúncia contra o presidente. Abi-Ackel afirma que as acusações contra Temer foram resultado de ação “suspeitíssima” do empresário Joesley Batista, dono do grupo J&F.

O novo relator disse também que a denúncia “peca por omissão”. “Inexistindo na denúncia sequer a tentativa de demonstrar o nexo causal entre o presidente da República e o ilícito que menciona, torna-se impossível instaurar contra ele a ação penal”, disse, na denúncia.

Aprenda a investir na bolsa