AO VIVO Sócio da Arko e analista da XP avaliam o último debate entre Trump e Biden antes da eleição nos EUA

Sócio da Arko e analista da XP avaliam o último debate entre Trump e Biden antes da eleição nos EUA

Laço bilateral

Após encontro, Brasil e Índia fecharam três acordos, comemora premiê indiano

Além da expansão de laços bilaterais, os líderes dos países debateram sobre a necessidade de estabelecer reformas na Organização das Nações Unidas (ONU).

Aprenda a investir na bolsa

São Paulo – O encontro entre a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, e o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, rendeu frutos, segundo palavras do premiê indiano. Ele afirmou que após o encontro entre os líderes dos BRICs, os dois países fecharam três acordos. 

De acordo com Modi, além de negociarem sobre a expansão de acordos bilaterais, Dilma e ele debateram sobre a necessidade de estabelecer reformas na Organização das Nações Unidas (ONU).

Para o premiê indiano, o encontro entre os BRICs – organizado pelo Brasil nesta semana – pode ser classificado como histórico, já que estabeleceu dois acordos importantes: a criação do Novo Banco de Desenvolvimento e o tratado para estabelecer o Arranjo Contingente de Reservas do bloco.

Aprenda a investir na bolsa

Descrevendo o Brasil como um parceiro global importante para a Índia, Modi observou que, como duas democracias e importantes economias emergentes, a Índia e o Brasil tem muito mais do que um grande potencial para a cooperação bilateral. Para ele, os países devem se fortalecer entre si durante fóruns internacionais e podem promover o interesse no desenvolvimento do mundo como um todo. 

Dilma e Modi também concordaram em tomar medidas para expandir e diversificar os fluxos de comércio e investimentos entre os países , além de aprofundar a cooperação em agricultura e ciência, energia convencional e renovável, pesquisa e aplicações espaciais, defesa, segurança cibernética e conservação do meio ambiente. Os líderes esperam intensificar sua cooperação nos fóruns internacionais e em instituições multilaterais, incluindo o G20.