Pós-denúncia

Aplaudido em sindicato, Cunha diz: “nada me abate e não haverá nenhum tipo de retaliação”

Não há renúncia e não haverá nenhum tipo de retaliação, diz Cunha em evento para sindicalistas e trabalhadores ligados à Força Sindical, em São Paulo

SÃO PAULO – O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) falou hoje a a repórteres em evento para sindicalistas e trabalhadores ligados à Força Sindical, em São Paulo, defendendo-se da denúncia apresentada por Rodrigo Janot ontem. O deputado foi aplaudido e contou com gritos de apoio em sua chegada.

“Nada me abate e não haverá nenhum tipo de retaliação”, disse o presidente da Câmara. “Sou absolutamente inocente; não há uma única prova contra mim na ‘ilação’ da PGR”, disse Cunha. 

O parlamentar afirmou que “não há uma única prova” contra ele e que “a presunção de inocência deve prevalecer no país”. “Nada vai mudar meu comportamento e a forma como estou atuando. Não vou retaliar quem quer que seja”.

PUBLICIDADE

Cunha ainda destacou:”garanti durante minha campanha à presidência da Câmara que não iria deixar o poder legislativo ser “puxadinho do Planalto”. 

Antes da fala de Cunha, sindicalistas declararam apoio ao deputado, com palavras de incentivo, como “herói” e “homem de coragem”, até declarações de apoio contra o governo.

O deputado Paulinho da Força (SD-SP) afirmou que a oposição vai se reunir na terça-feira para devolver a crise para dentro do Palácio do Planalto. “A crise é do PT, da Dilma e do Lula”.