Pode ficar tranquilo

Aliado de Temer assegura vitória do governo na CCJ e dispara: “nós vamos derrubar esse relatório”

Carlos Marun afirmou que o texto não apresenta qualquer prova; Fausto Pinato classificou como frágil

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Logo após Sérgio Zveiter emitir parecer favorável da denúncia de corrupção elaborada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra Michel Temer, Fausto Pinato (PP-SP) assegurou que o governo tem pelo menos 40 votos para derrubar o parecer de Zveiter e classificou o relatório de frágil.

“Ele usou para justificar o seu relatório a tática do dubio pro societate (na dúvida, decide-se em favor da sociedade), mas não estamos julgando um presidente de condomínio e, sim, um presidente da República. Se esse processo for aceito, o presidente Temer será afastado por até seis meses”, criticou Pinato.

Na mesma linha, Carlos Marun (PMDB-MS) afirmou que o relatório não apresenta qualquer prova de ilícito cometido por Temer. Segundo o deputado, que é um aliado forte do presidente, Zveiter reconheceu que são apenas indícios, mas, mesmo assim, pediu a continuidade do processo. Por fim, garantiu: “nós vamos derrubar esse relatório”. A votação será realizada entre quinta-feira (13) e sexta-feira (14).

Aprenda a investir na bolsa

Dança das cadeiras

Porém, outros representantes da base aliada afirmam que o governo ainda não possui os votos necessários para barrar a denúncia. Para evitar uma derrota, os partidos da base aliada trocaram 9 dos 66 integrantes do colegiado, mas, segundo O Globo, cinco já assumiram abertamente que votariam a favor da cassação do presidente.

De acordo com o jornal, Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), Major Olímpio (SD-SP), Expedito Neto (PSD-RO), Jorginho Mello (PR-SC) e Delegado Waldir (PR-GO) declaram voto a favor da denúncia contra Michel Temer.