Olho na urna

Alckmin venceria no 1º turno em SP; Crivella e Garotinho disputam liderança no Rio

Datafolha aponta que governador de São Paulo ampliou vantagem sobre Skaf e Padilha; pesquisa reforça que disputa no Rio de Janeiro ainda está embolada.

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

São Paulo – O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ampliou vantagem sobre os principais concorrentes e venceria no primeiro turno se a eleição fosse hoje, apontou a pesquisa do instituto Datafolha divulgada há pouco. Alckmin detém 54% das intenções de voto na corrida pelo Palácio dos Bandeirantes, frente aos 47% de apoio que detinha no levantamento divulgado em junho. 

Esta é a primeira pesquisa divulgada pelo instituto depois que os candidatos oficializaram que participariam do pleito. O presidente licenciado da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, do PMDB, aparece na segunda colocação com 16%, menos de um terço das intenções de voto do governador de São Paulo. Na sequência, o petista Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde, aparece com apenas 4% de apoio popular. Os outros 4% ficaram distribuídos entre os demais candidatos. No levantamento anterior, Skaf aparecia com 21%, enquanto Padilha detinha os mesmos 4%.

Realizada entre terça-feira e quarta-feira, a pesquisa realizou 1.978 entrevistas em 55 municípios, mas o levantamento não pode ser comparado ao anterior, pois o rol de candidatos sofreu alteração.

Aprenda a investir na bolsa

Rio: Cenário embolado

Se o panorama em São Paulo parece mais definido, no Rio, nenhum candidato ao governo consegue despontar como grande favorito. Por lá, Anthony Garotinho, do PR, e Marcelo Crivella, do PRB, aparecem empatados na primeira posição com 24% das intenções de voto. Na sequência, Luiz Fernando Pezão (PMDB), tem 14%, tecnicamente empatado com Lindberg Farias, do PT, que detém 12%.

Já os candidatos Tarcísio Motta, do PSOL, e Dayse Oliveira, do PSTU, aparecem com 2% e 1%, respectivamente. A pesquisa foi feita entre os dias 15 e 16 de julho. O Datafolha escutou 1.317 eleitores de 31 municípios.