Briga acirrada

42% dos deputados são a favor do impeachment de Dilma, mostra Datafolha

Pesquisa divulgada nesta segunda mostra uma ligeira piora em relação ao levantamento de outubro sobre o apoio da presidente na Câmara

SÃO PAULO – Uma pesquisa Datafolha feita com deputados federais e divulgada nesta segunda-feira (21) indica que atualmente a quantidade de parlamentares dispostos a votar em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) é maior do que os que votariam contra. Apesar disso, o levantamento mostra que nenhum dos dois lados já tem os votos suficientes para sair vencedor.

Quer saber onde investir em 2016? Veja no Guia InfoMoney clicando aqui!

A decisão acaba ficando na mão da grande parcela de 27% dos deputados – equivalente a 138 parlamentares – que ainda não se definiram ou não responderam à pesquisa. O levantamento foi feito entre os dias 7 e 18 de dezembro, com 42% dos deputados afirmando que são favoráveis ao afastamento, o que equivale a 215 votos. Para o impeachment passar na Câmara, são necessários, ao menos, 342 votos, ou dois terços do total. Faltam, portanto, 127 votos.

PUBLICIDADE

Por outro lado, 31% dos parlamentares afirmaram que votariam contra a aprovação do impeachment da presidente. Projetando-se esse percentual ao total de votantes, seriam 159 votos. Com isso, faltariam 12 apoios para que a presidente atinja a marca de 171 votos, suficiente para evitar o afastamento. Se aprovado na Câmara, o impeachment vai ao Senado, onde maioria simples é necessária para que vire um processo, momento em que Dilma seria afastada.

O Datafolha mostra ainda que 26% dos deputados dos partidos formalmente governistas pretendem votar pelo impeachment. No PMDB, a taxa sobe para 33%. No primeiro levantamento feito pelo instituto na Câmara, em outubro, os votos em favor do impeachment chegavam a 39%, três pontos abaixo do atual patamar.