Yara Fertilizantes regulariza repasses de CRA com atraso nos pagamentos

Emissora defende que caso não foi inadimplência, mas sim um "um atraso justificado por fatores de mercado”

Monique Lima

Publicidade

A Yara Brasil, empresa que atua no segmento de fertilizantes, quitou todas as obrigações com os investidores titulares de seus Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) seniores, informou a securitizadora Ecoagro, que estruturou a operação.

Em comunicado, a Ecoagro afirma que o pagamento foi realizado dentro do processo de cobrança regular e que tudo durou menos de 15 dias. “Ressaltamos a dedicação da Yara Brasil em auxiliar na solução dos pagamentos, [que] estão dentro do fluxo previamente indicado para sua regularização.”

Os CRAs são títulos de renda fixa que têm como lastro empréstimos relacionados à produção, à comercialização, ao beneficiamento ou à industrialização de produtos, insumos ou máquinas do agronegócio.

Continua depois da publicidade

A Yara deixou de pagar os titulares dos CRAs após não receber os pagamentos dos empréstimos que dão lastro aos seus papéis. Os investidores de cotas seniores ficaram sem receber na data esperada.

Na ocasião, a Yara negou que o caso se tratava de um calote, mas sim de “um atraso justificado por fatores de mercado”. Nove das 26 empresas emitentes das notas promissórias que dão lastro ao CRA não haviam feito os repasses até a data de vencimento. A dívida chegou a um montante de R$ 83,90 milhões.