Renda fixa

Tesouro Direto: taxas dos títulos operam sem direção única na tarde desta quarta-feira

Investidores acompanham dados sobre a arrecadação federal em junho e monitoram transmissão da variante delta no cenário global

Real - Brazilian Currency. Money bills on a wooden table and a man holding a pen.
(Rmcarvalho/Getty Images)

SÃO PAULO – A maioria dos títulos públicos negociados por meio do Tesouro Direto, programa voltado para a compra e a venda dos papéis emitidos pelo governo por pessoas físicas, passaram a subir ou oscilavam próximos da estabilidade na atualização da tarde desta quarta-feira (21).

Com uma agenda econômica esvaziada, o foco do mercado está na arrecadação federal de junho que ficou em R$ 137,17 bilhões, o que representa uma alta real de 46,77% ante mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados hoje pela Receita Federal. Além disso, as preocupações com a transmissão da variante delta ao redor do mundo e no Brasil seguem no radar nos investidores.

No Tesouro Direto, entre os papéis com retornos atrelados à inflação, o juro real dos títulos Tesouro IPCA+ com vencimentos em 2035 e 2045 pagava 4,09% na sessão anterior e se manteve em 4,08% na abertura e na atualização da tarde desta quarta-feira. Já o título com vencimento em 2026 pagava um retorno real de 3,64% durante a tarde de hoje, contra juro real de 3,63% vistos um dia antes.

Entre os títulos que acompanham a inflação com pagamento de juros semestrais, no início das negociações, o Tesouro IPCA+ 2055 mantinha o juro real de 4,30% visto na sessão anterior.

No grupo dos papéis com rentabilidades prefixadas, o título com vencimento em 2026 oferecia pagamento de prêmio de 8,61% na atualização da tarde, contra 8,58% na primeira atualização do dia. Um dia antes, o mesmo papel oferecia um retorno de 8,56%. Da mesma forma, o papel com juros semestrais e vencimento em 2031 avançava de 9,18% para 9,23%, após o almoço. Anteriormente, o mesmo título pagava um juro de 9,15%.

Confira os preços e as taxas atualizadas de todos os títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto nesta quarta-feira (21):

Taxas Tesouro Direto
Fonte: Tesouro Direto

Radar local

Sem novos indicadores macroeconômicos divulgados, a atenção do mercado se volta para os dados de arrecadação federal de junho. Segundo a Receita Federal, a arrecadação de junho ficou em R$ 137,17 bilhões, o que representa um crescimento de 46,77% (descontada a inflação) em junho na comparação com o mesmo mês do ano passado. O valor arrecadado também foi o maior para o mês de junho desde 2011.  Segundo o consenso Refinitiv, a expectativa é que a arrecadação ficasse em R$ 139,05 bilhões.

A Receita também apresentou que, no acumulado do primeiro semestre, a arrecadação federal somou R$ 896,88 bilhões, o que foi o maior volume para o período desde 2007, começo da série histórica do órgão. O montante também representa uma alta real de 24,49% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Os investidores monitoram também a notícia de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prepara uma nova leva de mudanças ministeriais. Em entrevista à Rádio Jovem Pan Itapetininga, Bolsonaro falou que os novos ministros foram escolhidos com “critério técnico” e que as trocas envolvem três pastas: Casa Civil, Ministério do Trabalho e Emprego (que deve ser recriado a partir da divisão do Ministério da Economia, além da Secretaria-Geral.

PUBLICIDADE

Os investidores acompanham ainda as discussões sobre a aprovação do fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022. No começo desta semana, o presidente Jair Bolsonaro deu declarações de que iria vetar o fundo. Na prática, o presidente tem 15 dias depois da entrega da LDO ao Planalto para sancioná-la. Como o texto ainda aprovado ainda não chegou ao Planalto, o prazo não começou a contar.

Investidores também monitoram os desdobramentos sobre a reforma tributária. Em live do InfoMoney na última quarta-feira (14), Celso Sabino, deputado do (PSDB-PA) e relator do projeto de lei da reforma tributária disse que retirou o trecho que previa uma tributação com alíquota única de 15% para investimentos de renda fixa a pedido do Tesouro.

“Foi um pedido exatamente porque temos que ser responsáveis com a questão do tempo que os investimentos ficam aplicados e para que possamos, também, manter equilibrada a questão de oferta e procura de investimentos”, afirmou.

Tal ponto estava previsto na versão original do projeto, encaminhado pelo próprio governo ao Congresso Nacional há cerca de três semanas.

Em nota divulgada ontem, o Tesouro disse que a atual regra de tributação vigente sobre os rendimentos de produtos de renda fixa possui características que incentivam os investimentos e a formação de poupança, por meio da aplicação em ativos de prazos mais longos.

Nesse sentido, o órgão pontuou que seria “preferível não alterar o modelo de tributação de títulos públicos vigente hoje”, lembrando também que a reforma ainda passa por uma série de mudanças.

Cena global

No cenário internacional, as atenções do mercado seguem voltadas para a transmissão da variante delta do coronavírus ao redor do mundo. Segundo dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos divulgados ontem, a variante delta já é responsável por cerca de 83% dos casos de Covid-19 detectados em solo americano.

Essa variante, que é altamente contagiosa, foi encontrada pela primeira vez na Índia no início deste ano. Desde então, já foi detectada em mais de 90 países.

PUBLICIDADE

No radar corporativo, a Netflix publicou ontem, depois do fechamento do mercado, que espera adicionar 3,5 milhões de assinantes líquidos no terceiro trimestre, quase 2 milhões a menos do que a estimativa de analistas.

Até o momento, cerca de 85% das empresas componentes do índice S&P 500 que divulgaram resultados superaram as estimativas de analistas, segundo dados compilados pelo FacSet. Nesta quarta, empresas como Coca-Cola, Verizon, Johnson & Johnson devem divulgar seus resultados.

Quer entender o que é o mercado financeiro? Assista à série gratuita “Carreira no Mercado Financeiro” e conheça o setor da economia que paga os melhores salários de 2021.