Tesouro Direto: taxas avançam para até 10,74% após anúncio de incentivo ao setor industrial

Programa de estímulo à indústria nacional fez analistas questionarem – mais uma vez – capacidade do governo de cumprir a meta de déficit fiscal em 2024

Leonardo Guimarães

Publicidade

As taxas dos títulos do Tesouro Direto operam em alta nesta terça-feira (23). Uma entrevista do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e um plano de R$ 300 bilhões do governo para incentivar a indústria nacional estão entre os assuntos do dia. 

Na noite de ontem, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, Haddad reafirmou sua convicção na capacidade do governo de cumprir a meta de zerar o déficit primário neste ano. “Não depende só de mim cumprir esse objetivo. Não vai ser um ministro que vai conseguir entregar um resultado. Eu dependo do [Poder] Judiciário, dependo do [Poder] Executivo e do [Poder] Legislativo. E até agora eu não posso reclamar de ninguém”, disse o ministro. “Se eu não tivesse muita convicção do que eu estou perseguindo, eu não teria defendido há 13 meses a mesma coisa”, completou.

Também na segunda-feira (22), o governo federal lançou um plano de estímulo à indústria brasileira batizado de “Nova Indústria Brasil”. O programa reedita políticas de antigas gestões petistas ao prever R$ 300 bilhões em financiamentos e subsídios ao setor até 2026, além de uma política de obras e compras públicas com incentivo ao conteúdo local (exigência de compra de fornecedores brasileiros).

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A notícia não foi bem recebida por economistas, que falaram em risco de agravamento do quadro fiscal, no momento em que a meta da equipe econômica de fechar as contas deste ano com déficit zero já é vista com desconfiança.

A segunda-feira ainda teve a sanção da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2024. Aprovado pelo Congresso no ano passado, o texto estima a receita e fixa a despesa dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário da União para o exercício financeiro do ano. A sanção veio com vetos de que incluem corte de R$ 5,6 bilhões em emendas parlamentares, mas o fundo eleitoral de R$ 4,9 bilhões foi preservado. 

No Tesouro Direto, a primeira atualização do dia, às 9h21, mostrava alta dos juros na comparação com o início da sessão de ontem. A taxa do Tesouro Prefixado 2029 subia de 10,39% ao ano para 10,49%, enquanto a do papel para 2033 avançava de 10,65% para 10,74%.

Continua depois da publicidade

Nos títulos de inflação, o papel com vencimento em 2055 entregava rentabilidade real de 5,67% ante 5,66% ontem. Já o Tesouro IPCA+ 2029 tinha taxa de 5,50% contra 5,48% na véspera. 

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto na manhã desta terça-feira (23):