Tesouro Direto: taxas registram leve avanço após divulgação do IBC-Br de novembro

Mercado ainda analisa falas de Lula sobre MP da reoneração e andamento da agenda econômica no Congresso Nacional

Leonardo Guimarães

Publicidade

Os juros dos títulos do Tesouro Direto operam em leve alta nesta sexta-feira (19). O foco está no cenário local. Investidores repercutem a “prévia” do PIB (Produto Interno Bruto) e movimentações no Congresso Nacional.

Mais cedo, o Banco Central informou que o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) subiu 0,01% em novembro, abaixo da projeção do consenso LSEG de analistas, de alta de 0,1%. 

Na comparação com novembro de 2022, o indicador teve alta de 2,19%. No trimestre encerrado em novembro, houve queda de 0,49% na comparação com o trimestre anterior e avanço de 1,20% ante o mesmo trimestre de 2022. 

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O assunto mais importante para as contas do governo atualmente é a medida provisória que trata da reoneração da folha de pagamentos de diversos setores da economia. Ontem, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), voltou a criticar a proposta. Em discurso, Lula questionou, mais uma vez, a ausência de contrapartidas para os trabalhadores na versão do texto defendida pelo empresariado. 

Também nesta quinta-feira (18), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, pediu a Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados, apoio para seis projetos de lei que compõem a agenda de reformas microeconômicas liderada pela pasta, segundo reportagem do jornal Valor Econômico. Os projetos já foram protocolados na Câmara, mas apenas um teve relator designado. 

No Tesouro Direto, as taxas dos prefixados com vencimento em 2026 e 2029 avançavam 0,1 ponto percentual na primeira atualização de hoje, às 9h28, ante o início da sessão de ontem. O juro do Tesouro Prefixado 2033 operava estável. 

Continua depois da publicidade

Nos títulos de inflação, a dinâmica era a mesa, com leve avanço na comparação com a quinta-feira. O Tesouro IPCA+ 2029 pagava 5,45% além da inflação após taxa de 5,43% ontem. Já a rentabilidade real do papel com vencimento em 2032 avançava de 5,51% para 5,53%. 

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto na manhã desta sexta-feira (19):