Tesouro Direto: juros sobem e prefixados pagam até 10,68% após PIB da China e dados do varejo

Mercado analisa notícias do cenário local, da China e Europa, que ganhou previsão para corte de juros

Leonardo Guimarães

Publicidade

Em dia movimentado no noticiário econômico local e internacional, os juros dos títulos do Tesouro Direto operam em alta nesta quarta-feira (17). PIB da China, reoneração da folha de pagamentos e vendas no varejo brasileiro estão no radar do mercado. 

Na madrugada desta quarta-feira (17), a China divulgou que seu PIB registrou crescimento anual de 5,2% em 2023, valor acima da meta anual de cerca de 5%, mas um pouco abaixo dos 5,3% esperados pelo consenso LSEG de analistas. Na comparação do quarto trimestre com o trimestre anterior, o crescimento foi de 1%, dentro das expectativas.

Por aqui, as vendas do comércio varejista brasileiro subiram 0,1% em novembro, se recuperando da queda de 0,3% em outubro. O dado divulgado pelo IBGE veio em linha com a projeção do consenso LSEG. Na comparação com novembro de 2022, o avanço foi de 2,1%, contra expectativa de alta de 2,2% para essa leitura.

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O mercado ainda aguarda uma reunião do ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesta quarta-feira para tratar da reoneração da folha de diversos setores da economia. Em entrevista a jornalistas, ele ressaltou que o tema envolve R$ 32 bilhões em renúncias não previstas no Orçamento. 

Na Europa, a inflação ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) anual da zona do euro foi de 2,9% em 2023, segundo dados divulgados hoje pelo Eurostat. A alta dos preços desacelerou significativamente na comparação com o avanço de 9,2% em 2022. Em dezembro ante novembro, a inflação foi de 0,2%. Os dados vieram em linha com o esperado pelo consenso LSEG. 

Investidores ainda repercutem declaração da presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde. Ela disse que a autarquia provavelmente cortará juros durante o verão europeu, que começa em meados de junho. Em entrevista à Bloomberg, Lagarde ressaltou, porém, que ainda não é possível declarar vitória no combate à inflação, embora os preços ao consumidor estejam no caminho certo para voltar à meta oficial de 2%.

Continua depois da publicidade

No Tesouro Direto, o Tesouro Prefixado 2026 entregava rentabilidade anual de 9,87% na primeira atualização do dia, às 9h20, ante taxa de 9,72% ontem. Já o Tesouro Prefixado 2033 tinha taxa de 10,68% contra 10,53% na véspera. 

A rentabilidade real do Tesouro IPCA+ 2029 subia de 5,30% para 5,39%, enquanto a do papel para 2032 avançava de 5,45% para 5,42%. O Tesouro IPCA+ 2055 tinha taxa de 5,64% contra 5,62% ontem. 

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto na manhã desta quarta-feira (17):