Renda fixa

Tesouro Direto: após cinco dias de alta, taxas de títulos públicos operam sem direção definida

Investidores monitoraram avanço da Covid-19, processo de impeachment nos EUA e volume de serviços no Brasil

SÃO PAULO – Após cinco dias seguidos de aumento dos prêmios, os títulos públicos negociados via Tesouro Direto operavam sem direção definida na tarde desta quarta-feira (13), com os investidores de olho no cenário externo e em dados da economia brasileira.

No programa de compra e venda de títulos públicos para pessoas físicas, os papéis indexados à inflação apresentavam queda em suas taxas, enquanto os prêmios pagos pelos prefixados subiam.

O Tesouro IPCA+ com vencimento em 2035 pagava uma taxa anual de 3,57%, ante 3,62% ontem. A taxa oferecida pelo mesmo papel com juros semestrais e prazo em 2040, por sua vez, era de 3,72%, contra 3,75% anteriormente.

Entre os papéis prefixados, o com vencimento em 2026 pagava uma taxa anual de 7,16% nesta tarde, ante 7,04% na sessão anterior. Já o juro pago pelo Tesouro Prefixado com juros semestrais 2031 subia de 7,52% para 7,61% ao ano.

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos nesta quarta-feira (13):

Fonte: Tesouro Direto

Cena global

Entre os destaques do dia, os investidores monitoraram os desdobramentos dos pedidos de impeachment do presidente americano Donald Trump e as declarações sobre estímulos monetários do Federal Reserve, o banco central americano.

Ontem, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, informou aos líderes da Câmara que não apoiará a invocação da 25ª Emenda para destituir Trump, o que praticamente garante uma votação iminente de impeachment contra o presidente no Congresso. Assim, o processo deve ser votado na Câmara nesta quarta.

Com relação aos pacotes de estímulo, autoridades do Fed voltaram atrás depois de especulações de que o banco central dos EUA reduziria o ritmo de compras de ativos para expansão da base monetária.

PUBLICIDADE

Já na Europa, os mercados acompanharam o noticiário sobre a Covid-19 na região, onde governos buscam acelerar o processo de vacinação. Em países como Alemanha e Holanda, lockdowns foram estendidos para além do prazo anunciado inicialmente.

Quadro doméstico

No ambiente doméstico, as atenções recaíram sobre a divulgação do volume de serviços prestados em novembro, que cresceu 2,6% ante outubro, em sua sexta alta consecutiva. O resultado ficou acima do esperado pelos economistas consultados pela Refinitiv, que correspondia a uma alta de 1,2% no período.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o indicador acumula queda de 8,3% no acumulado de 2020 ante o mesmo período do ano anterior, enquanto, em 12 meses, o recuo é de 7,4%.

No noticiário sobre coronavírus, o Instituto Butantan anunciou ontem que a vacina CoronaVac registrou 50,38% de eficácia global nos testes realizados no Brasil. O imunizante é produzido pelo laboratório chinês Sinovac, e testado no Brasil pelo Butantan, que deverá produzi-lo a partir de insumos importados.

O patamar ficou, portanto, acima dos 50% mínimos exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e deve ser o suficiente para garantir imunidade de rebanho da população vacinada.

De acordo com a Anvisa, uma reunião está marcada para o próximo domingo (17) para decidir sobre pedidos de autorização para uso emergencial, temporário e experimental das vacinas do Instituto Butantan e da Fiocruz.

Por fim, no âmbito político, a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados adiou para a próxima semana a decisão da data e do formato das eleições pela presidência da Casa, disputada por Arthur Lira (PP-AL), candidato apoiado por Jair Bolsonaro (sem partido), e Baleia Rossi (MDB-SP), apoiado pela oposição e pelo atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Quer fazer da Bolsa sua nova fonte de renda em 2021? Série gratuita do InfoMoney mostra o passo a passo para se tornar um Full Trader – clique para assistir!

PUBLICIDADE