MasterClass A Grande Tacada: Como multiplicar seu capital por 3, 5 ou até 10x em poucos dias

A Grande Tacada: Como multiplicar seu capital por 3, 5 ou até 10x em poucos dias

Renda fixa

Taxas de títulos do Tesouro Direto têm leve alta nesta sexta-feira

Entre os indicadores do dia, Caged apontou para a maior criação de empregos em seis anos em 2019

SÃO PAULO – As taxas dos títulos públicos negociados no Tesouro Direto, programa que possibilita a compra e venda de papéis por investidores pessoas físicas por meio da internet, apresentam leve alta na tarde desta sexta-feira (24).

Pela manhã, o Ministério da Economia divulgou os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que registrou a criação de 644.079 empregos com carteira assinada em 2019, o melhor resultado em seis anos. Em dezembro, mês em que tradicionalmente há mais demissões, houve fechamento de 307.311 vagas formais. O número foi melhor do que a expectativa mediana dos economistas do consenso Bloomberg, que apontava para uma redução de 324 mil vagas no período.

Leia também:
Saiba quem está por trás dos melhores fundos de crédito privado do país
Ter um patrimônio de R$ 1 milhão é suficiente para se aposentar e viver de renda?

Hoje, investidores monitoraram ainda falas do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que cumpriu agenda na XP Investimentos. Durante o evento, o presidente do BC afirmou que a autoridade monetária brasileira está “confortável” com a atual fotografia da inflação. Para ele, o efeito da alta nos preços de proteína veio mais forte que o esperado, mas também deve se dissipar mais rapidamente. “Ninguém faz política monetária olhando um IPCA, ainda mais que sabemos que tem muitos fatores atípicos”, disse.

Na cena internacional, mercado tem sentimento de alívio após anúncio da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que é muito cedo para considerar o coronavírus uma emergência internacional.

No Tesouro Direto, o título indexado à inflação com vencimento em 2024 oferecia um prêmio anual de 2,36% nesta tarde, ante 2,35% ao ano na abertura do dia. O investidor podia aplicar uma quantia mínima de R$ 59,36 (recebendo uma rentabilidade proporcional à aplicação), ou adquirir o título integralmente por R$ 2.968,18.

O título com juros semestrais e prazo em 2026 pagava 2,69%, ante 2,67% ao ano anteriormente.

Entre os prefixados, o Tesouro Prefixado 2022 oferecia uma taxa de 4,96% ao ano, ante 4,94% a.a. mais cedo. Já o retorno do Tesouro Prefixado 2025 subia de 6,28% para 6,29% ao ano.

Confira, a seguir, os preços e as taxas dos títulos disponíveis no Tesouro Direto:

Fonte: Tesouro Direto

Saia da poupança e faça seu dinheiro render mais: abra uma conta gratuita na Rico

Baixo risco, liquidez e acessibilidade

O Tesouro Direto é considerado a opção de investimento com o menor risco no Brasil e com ampla acessibilidade, dado o investimento mínimo a partir de R$ 30. Outra vantagem do programa diz respeito à liquidez, com a possibilidade de recompra diária dos títulos públicos pelo Tesouro.

O investidor pode aplicar em títulos públicos diretamente pelo site do Tesouro, se cadastrando primeiro no portal e abrindo uma conta em uma corretora, como a Rico Investimentos, por exemplo, para intermediar as transações. Atualmente, a maior parte das instituições financeiras habilitadas a operar no programa não cobra taxa de administração.

O único custo obrigatório que recai sobre o investimento em títulos públicos pelo Tesouro Direto corresponde à taxa de custódia, de 0,25% ao ano sobre o valor dos títulos, cobrada semestralmente no início dos meses de janeiro e de julho.

Entenda tudo sobre Tesouro Direto neste guia completo:

Guias InfoMoney

Tesouro Direto  Tesouro Direto