Investidor perde dinheiro

Santander reduz taxa de fundos automáticos após pressão nas redes sociais

Banco cobrava 5,5% de taxa de administração nos produtos, mesmo patamar da Selic, que foi reduzida na noite de ontem

SÃO PAULO — Após pressão nas redes sociais, o Santander cortou a taxa de administração de todos os seus fundos de resgate automático — aqueles que remuneram o saldo das contas correntes no curtíssimo prazo. A taxa passou de 5,5% para 2,7% ao ano.

Nas redes sociais, clientes reclamaram que a taxa do fundo Santander FIC FI Inteligente Renda Fixa de Curto Prazo estava no mesmo patamar da taxa básica de juros, a Selic, que foi reduzida a 5,5% ao ano na noite de ontem.

Isso significa que, com a taxa de administração no mesmo nível da Selic, os clientes ficariam no zero a zero, sem rendimentos. O fundo não cobra taxa de performance, nem de entrada e saída. 

PUBLICIDADE

Em nota, o banco afirmou que o fundo Inteligente Renda Fixa de Curto Prazo não é mais comercializado e que a mudança no patamar da taxa de administração visa atender aos atuais cotistas. 

“O fundo Santander FIC FI Inteligente Renda Fixa Curto Prazo tem o propósito de remunerar os recursos de conta corrente no curtíssimo prazo, com serviço de resgate automático. O produto está fora da oferta ativa e não é mais comercializado. Diante do atual cenário e para atender aos atuais cotistas, a instituição reduziu a taxa de administração de todos os fundos da modalidade automática para 2,7% ao ano”, disse o banco. 

Invista melhor o seu dinheiro: abra uma conta gratuita na XP