Em onde-investir / renda-fixa

Vale a pena investir R$ 100 mil em CDB?

O CDB é um investimento mais atrativo do que a caderneta de poupança, já que sua rentabilidade é maior e ele possui a mesma garantia do FGC

Dinheiro - Reais
(Shutterstock)

SÃO PAULO – O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um dos produtos bancários mais conhecidos entre os investidores, o que levou um leitor do InfoMoney a perguntar se vale a pena investir R$ 100 mil nesta aplicação.

A resposta para isso é que depende. De acordo com especialistas, se todo o seu capital for de R$ 100 mil, o ideal seria diversificar entre as principais classes de ativos (ex: renda fixa, renda variável e multimercados) e entre os próprios produtos dentro de cada classe – sempre respeitando o seu perfil de risco e adequando as aplicações às suas preferências.

Dentro desta diversificação, o CDB pode entrar como uma opção interessante, principalmente para a fatia que será usada como reserva de emergência. Neste caso, é importante buscar CDBs pós-fixados que paguem ao menos 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

Importante saber que nos grandes bancos você não conseguirá uma remuneração neste nível. Para isso, é necessário ter uma conta em uma corretora de valores que distribua CDBs de bancos menores – e que pagam 100% do CDI ou até um pouco mais.

O CDB prefixado, por sua vez pode ser utilizado dentro de uma carteira diversificada como opção para “travar” o rendimento com uma determinada taxa e ter o retorno garantido até o final do período. Lembrando que neste caso é necessário esperar até o vencimento para resgatar a aplicação.

Na XP Investimentos você encontra CDBs com rentabilidades muito atrativas. Abra sua conta, é grátis!

R$ 100 mil só para reserva de emergência

Já se estes R$ 100 mil forem apenas uma parte do capital total do investidor, justamente aquele que seria usado como reserva de emergência, a aplicação do total em CDB pode fazer sentido, desde que pague ao menos 100% do CDI.

Também seria interessante dividir a aplicação em mais de um CDB, emitido por bancos diferentes.

Melhor do que a poupança – e com a mesma garantia

O CDB é um investimento bem mais atrativo do que a caderneta de poupança, já que sua rentabilidade é maior e ele possui a mesma garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos).

Para se ter ideia da diferença, a poupança paga atualmente 70% da Selic mais a TR, o que resulta em um retorno de 4,55% ao ano. Já um CDB de 100% do CDI paga 5,2% em um ano, já com o desconto do Imposto de Renda.

O “seguro” do CDB é o mesmo da poupança: O FGC, que garante aplicações de até R$ 250 mil por emissor e CPF em caso de falência ou insolvência do emissor.

Isso dá garantia para que o investidor busque CDBs de bancos menores, que pagam uma remuneração mais atrativa do que as grandes instituições.

O que é CDB

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um título de renda fixa que os bancos emitem para se capitalizarem - ou seja, eles usam o CDB para conseguir dinheiro e poderem financiar suas principais atividades.

Ao investir em um CDB, o investidor está efetuando uma espécie de empréstimo para a instituição bancária em troca de uma rentabilidade mensal.

Para investir neste produto você precisa ter conta em um banco ou em uma corretora de valores. Nas corretoras, a oferta é bem maior e você poderá encontrar produtos com rentabilidades muito mais atrativas.

Nas plataformas das corretoras você terá acesso a CDBs emitidos por bancos diferentes, portanto poderá escolher o melhor para suas necessidades.

Na XP Investimentos você encontra CDBs com rentabilidades muito atrativas. Abra sua conta agora, é grátis!

 

 

Contato