Em onde-investir / renda-fixa

Copa do Mundo de 2022: quanto e onde investir para viajar para o Qatar

É uma viagem cara, mas que pode ser realizada sem grandes dificuldades se existir um planejamento financeiro para ta

Estádio de futebol no Qatar
(Divulgação)

SÃO PAULO – A Copa do Mundo da Rússia mal acabou com a vitória da França, mas amantes do futebol que pretendem assistir pessoalmente à próxima, no Qatar, já devem se preparar financeiramente a partir de hoje. É uma viagem cara, mas que pode ser realizada sem grandes dificuldades se existir um planejamento financeiro para tal.

Um levantamento do GuiaBolso mostra que com um mínimo de R$ 200 por mês, investidos em bons produtos de renda fixa pelos próximos quatro anos, podem garantir que o torcedor disponha do montante para arcar com todos os custos da viagem.

Vale lembrar que por conta do clima da região do Qatar, a Copa de 2022 acontecerá entre novembro e dezembro. Consideramos o resgate do montante para fevereiro de 2022 para que o planejamento da viagem comece a ser feito antes, a fim de evitar a alta dos preços.

Os custos totais da viagem para o Qatar, segundo a fintech de planejamento e gerenciamento financeiro, são de R$ 11.700, em um padrão econômico de viagem. Esse valor leva em conta: voos mais baratos, com escala, lanches e petiscos como alimentação, setores mais acessíveis do estádio para assistir aos jogos, teatro e museus como lazer e passeios e uso do transporte público para se locomover.

Leia também: Turismo na Croácia: 5 atrações imperdíveis da finalista da Copa do Mundo

Para os turistas que dispõe de uma quantia maior que R$ 200 ao mês e têm um padrão de viagem mais luxuoso, o GuiaBolso também calculou os custos da viagem: R$ 33.384, que inclui voo direto para o Qatar, hotel cinco estrelas, refeições diárias e regulares, um setor melhor localizado no estádio – e ingressos para a abertura da Copa, três jogos na primeira fase e uma disputa de oitavas de final –, e deslocamento com táxi.

Ambos os valores também incluem uma margem de 10% para possíveis elevações do dólar e aumento nos preços de hospedagem, alimentação, entre outros gastos, por conta da maior procura. A cotação do dólar usada para o cálculo foi de R$ 3,90 e a duração da viagem, entre os dias 19 de novembro e 9 de dezembro.

Nas tabelas a seguir, confira o valor estimado para cada gasto na viagem e para cada padrão.

Custos da viagem de padrão econômico 
Gasto Características  Custos estimados
Voo Uma escala na ida e duas na volta R$ 4.789 por pessoa
Hospedagem 19 diárias em um hotel 3 estrelas R$ 2.679
Alimentação e bebida Lanches, petiscos, algumas refeições regulares e duas em bons restaurantes R$ 980
Ingressos Somente dois ingresso para a primeira fase e um jogo das oitavas de final, ambos no setor mais barato do estádio R$ 1.267,50
Lazer Ida a museus sem custo, parques, Fifa Fan Fests e uma entrada de teatro e sáfadri pelo deserto R$ 400
Deslocamento 2 corridas de táxi com até oito quilômetros e uso do bilhete mensal de transporte público R$ 347,10
TOTAL    10.462,60
Custos da viagem de padrão luxuoso 
Gasto Características  Custos estimados
Voo Voo direto R$ 7.123 por pessoa
Hospedagem 19 diárias em hotel 5 estrelas R$ 7.880
Alimentação e bebida Lanches, petiscos, algumas refeições regulares e duas em bons restaurantes R$ 2.836
Ingressos Partida de abertura, 3 jogos da primeira fase e um das oitavas de final, todos no setor mais caro do estádio R$ 5.557,50
Lazer Ida aos museus e ao safári pelo deserto ao longo de um dia, entradas de cinema, teatro e idas a pubs e festas R$ 4.500
Compras US$ 100 em compras por dia durante os 19 dias de viagem R$ 7.410
Deslocamento Uso de táxi, aplicativos de deslocamento e de transporte público R$ 912,60
TOTAL   36.219,00

É importante, entretanto, lembrar-se que é preciso investir em boas opções para, ao final do período considerado, dispor dos R$ 11.700 ou R$ R$ 34.400 e – por que não? – até um pouco mais.

O assessor de investimentos Bruno Ponciano, da Aequilibrium Investimentos, diz que uma opção interessante são os títulos de inflação do Tesouro Direto com vencimento em 2024 (Tesouro IPCA+ 2024).

Como a retirada da aplicação acontecerá antes do vencimento, a rentabilidade não será exatamente a mesma do momento da contratação do título - mas quanto mais próxima do vencimento ela tende a ser menos volátil. Ainda assim, há risco de algum tipo de oscilação para baixo, portanto, o ideal seria acompanhar desde o início de 2022 para fazer a retirada no momento mais oportuno.

Bruno recomenda o Tesouro IPCA+ 2024 considerando o seguinte contexto:

  • IPCA projetado para o período: 4,00% ao ano
  • Ganho real (acima da inflação): 5,00% ao ano
  • Resgate em 02/2022 

O turista que têm um padrão econômico de viagem deverá investir R$ 240 ao mês durante 42 meses, somando um total nominal de R$ 10.320 investidos. Investindo no título apontado por Bruno, na data de resgate (15 de fevereiro de 2022) ele terá R$ 11.814,32. Investindo na poupança, ele resgataria somente R$ 11.234,77. Veja na tabela a seguir: 

Investimento Valor bruto do resgate (R$) Rentabilidade bruta (a.a.) Custos (RS) Valor descontado do IR (R$) Valor líquido do resgate (R$) Rentabilidade líquida (a.a.)
Tesouro IPCA+ 2024 12.177,04 9,21% 62,18 294,91 11.814,32 7.50%
Poupança 11.234,77 4,67% 0,00 0,00 11.234,77 4,67%

O mesmo título é o indicado para turistas que preferem um padrão mais luxuoso de viagem, mas com aplicações mensais de R$ 680 durante o mesmo período. Ele somará um total nominal de R$ 29.240 investidos e resgatará R$ 33.471,73. Se optar por investir na poupança, o turista deixa de perder cerca de R$ 1.600, como você pode ver a seguir:

Investimento Valor bruto do resgate (R$) Rentabilidade bruta (a.a.) Custos (RS) Valor descontado do IR (R$) Valor líquido do resgate (R$) Rentabilidade líquida (a.a.)
Tesouro IPCA+ 2024 34.501,63 9,21% 177,86 835,98 33.471,73 7.50%
Poupança 31.831,86 4,67% 0,00 0,00 31.831,86 4,67%

O assessor aponta que pode ser necessário rever o valor mensal a ser investido caso haja mudança na projeção de inflação ou ganho real. 

Segundo o professor do InfoMoney Educação, Alan Ghani, outra boa opção de investimento, para ambos os perfis, é o Tesouro Selic 2023. Ainda que a Selic esteja baixa hoje, a perspectiva é de que ela futuramente suba, o que aumenta os ganhos do investidor. Ele explica que a vantagem deste título é poder resgatar antes e sem correr o risco da oscilação da taxa de juros, o que acontece com o IPCA+ 2024. 

O educador financeiro André Massaro, que apresenta o programa Riqueza Pessoal na InfoMoney TV, diz que também são boas opções os títulos prefixados com vencimento anterior à data de resgate (Tesouro Prefixado 2021, por exemplo), pois "dão uma previsibilidade de quanto o investidor vai resgatar". "Eles também são uma boa opção por conta da segurança".

Ele recomenda também o investimento em debêntures, mas com cuidado: elas têm liquidez muito baixa e, por isso, o investidor deve ser rigoroso na questão do vencimento do investimento. 

Vale ressaltar que é sempre recomendável contar com o auxílio de um assessor de investimentos ao montar seu portfólio. Ele pode indicar o momento de realizar algumas movimentações de forma que as necessidades específicas do indivíduo sejam atendidas.

Para investir nos produtos mencionados com o auxílio de um assessor de investimentos, abra sua conta na XP Investimentos. 

 

Contato