Em onde-investir / previdencia

Ações para esquecer na carteira e viver de renda na aposentadoria

A carteira recomendada pelo analista foi a seguinte: AES Tietê (GETI4), Cemig (CMIG4), Tractebel (TBLE4), Souza Cruz (CRUZ3) e Oi (OIBR4)

homem idoso espreguiçando - aposentadoria
(Getty Images)

SÃO PAULO – Diferente do que muitos pensam, é possível garantir a aposentadoria e viver de renda sem preocupações com investimento em ações. Não são só planos de previdência privada e títulos públicos de longo prazo que são capazes de fazer isso.

Acompanhe a cotação de todos os fundos imobiliários negociados na BM&FBovespa

No entanto, é importante lembrar que é preciso ter o perfil certo para usar essa estratégia. De acordo com Allan Oliveira, analista da Futura Investimentos, o investidor não pode ser afobado e ansioso e tem que ter um dinheiro considerável disponível, do qual ele não ira precisar por pelo menos 30 anos. Caso contrário, a estratégia não dará certo.

Quer saber mais sobre os termos usados no mercado financeiro? Acesse o glossário InfoMoney

Ainda segundo ele, pessoas jovens não pensam muito em aposentadoria, mas isso é um erro. “Quanto mais cedo isso for planejado, mais conforto a pessoa terá em sua terceira idade, pois além de não precisar se preocupar em trabalhar, ela poderá viajar e comprar o que quiser, apenas com o rendimento de seus investimentos”, afirmou.

Flutuações de curto prazo
O analista lembrou também que o investidor não deve se importar com a flutuação do preço de seus papéis no curto prazo, mas sim se preocupar em entender sobre o negócio da empresa, para assim se tornar efetivamente um sócio da companhia, na qual ela acredita e conhece. “Se o investimento é para 20 ou 30 anos, ficar sofrendo com quedas pontuais não vale a pena. O que tem que ser acompanhado é o resultado trimestral e o desempenho mensal e anual dos papéis, só para avaliar seu andamento e avaliar uma possibilidade de troca”, completou.

As ações
Com base nisso, o analista recomendou cinco papéis de empresas boas pagadoras de dividendos e com bons fundamentos para comprar, esquecer na carteira por 30 anos e ter sua aposentadoria garantida. “Na hora de vender as ações, tem muita chance de você encontrar uma quantidade de dinheiro assustadoramente maior do que a aplicada há muitos anos”, disse Oliveira.

A carteira recomendada pelo analista foi a seguinte: AES Tietê (GETI4), Cemig (CMIG4), Tractebel (TBLE4), Souza Cruz (CRUZ3) e Oi (OIBR4).

 

Contato