Renda fixa

Títulos do Tesouro Direto operam sem direção definida em dia de IPCA-15

Prévia da inflação brasileira subiu 0,44% em maio ante abril, abaixo do esperado pelo mercado, mas no maior resultado para um mês de maio desde 2016

Por  Mariana Zonta d'Ávila -

SÃO PAULO – Os títulos públicos negociados via Tesouro Direto operavam sem direção definida na tarde desta terça-feira (25), em dia de divulgação da prévia da inflação oficial do país referente ao mês de maio, medida pelo IPCA-15. Os títulos com retorno prefixado apresentavam queda em suas taxas, enquanto os prêmios pagos pelos papéis indexados à inflação tinham leve alta.

O Tesouro Prefixado com vencimento em 2024 pagava uma taxa anual de 8,22%, ante 8,27% ao ano na tarde de segunda-feira (24). Da mesma forma, o juro pago pelo Tesouro Prefixado 2026 recuava de 8,79% para 8,74% ao ano.

Entre os títulos atrelados à inflação, o Tesouro IPCA+ com juros semestrais 2026 oferecia um prêmio anual de 3,55% nesta tarde, ante 3,49% na última sessão, enquanto a taxa do Tesouro IPCA+ 2045 era de 4,25%, contra 4,21% anteriormente.

Leia também:
Após 4 meses no vermelho, Tesouro Direto volta a ter vendas superiores aos resgates em abril

Confira os preços e as taxas atualizadas de todos os títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto nesta terça-feira (25):

Fonte: Tesouro Direto

Inflação e CPI da Pandemia

Na agenda doméstica do dia, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) subiu 0,44% em maio ante abril, abaixo do esperado pelo consenso Refinitiv, de alta de 0,55% na base mensal. O resultado, contudo, é o maior para um mês de maio desde 2016, quando o índice foi de 0,86%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No ano, o indicador acumula inflação de 3,27% e, nos últimos 12 meses, de 7,27%.

Ainda no Brasil, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta terça, durante evento virtual do BTG Pactual, que a meta de inflação será cumprida e que a linguagem de “normalização parcial” da política monetária adotada na comunicação do BC pode ser alterada em caso de mudança de cenário.

“A gente está dizendo que, com os instrumentos que a gente tem hoje, a modelagem que nós temos, o correto era começar mais rápido e usar a linguagem parcial. Se em algum momento for entendido que precisa ser diferente, a linguagem parcial não mais será usada e a gente irá em direção a (juro) neutro. O que vai fazer isso acontecer? Mudança de cenário”, disse.

Ontem, em webinário promovido pela empresa de private equity EB Capital, Campos Neto, afirmou que o BC vai elevar sua projeção de crescimento para o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano. Ele ressaltou que o desempenho do primeiro trimestre surpreendeu e que as expectativas do mercado têm se encaminhado em direção a uma alta de 4%.

A projeção mais recente do BC para o PIB em 2021 é de alta de 3,6%. O dado deve ser revisto no final de junho, na publicação do Relatório de Inflação do segundo trimestre.

Além disso, teve continuidade nesta terça a CPI da Covid no Senado, que ouviu a pediatra cearense Mayra Pinheiro, atual secretária de gestão do trabalho do Ministério da Saúde.

Ela é conhecida pelo apelido de “Capitã Cloroquina” pela sua defesa deste remédio, voltado para o tratamento de malária, bem como outros que fazem parte do chamado “kit precoce” (conjunto de medicamentos sem eficácia cientificamente comprovada que vem sendo promovido pelo governo).

Em seu depoimento, Mayra negou que tenha recebido ordem para orientar médicos a usarem a cloroquina em pacientes com Covid-19 ou que tenha partido dela qualquer iniciativa nesse sentido. Ela criticou, contudo, a decisão da Organização Mundial da Saúde (OMS) de retirar a indicação de uso do medicamento.

Atenção ainda para o noticiário sobre reforma tributária, após acordo no Congresso: o Senado ficará responsável pela análise de duas etapas da reforma, segundo o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Ele se reuniu ontem com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para tratar do assunto.

Quadro externo

No exterior, investidores repercutiram declarações de integrantes do Federal Reserve (o banco central americano), em meio a temores sobre a alta da inflação nos Estados Unidos.

Ontem, Lael Brainard, presidente do Fed de Atlanta, afirmou que espera ver uma aceleração de preços com a maior circulação de pessoas. O efeito, contudo, não deve persistir no longo prazo, disse.

Ainda nos EUA, os republicanos estudam fazer uma contraproposta ao plano de infraestrutura do presidente Joe Biden até o fim da semana, segundo a Bloomberg, com gastos que poderiam ser de até US$ 1 trilhão. As últimas propostas na mesa eram de US$ 1,7 trilhão do lado democrata e de US$ 500 bilhões do lado republicano.

Aprenda a identificar os produtos financeiros para blindar seu patrimônio contra o “Risco Brasil”. Inscreva-se no curso gratuito.

Compartilhe