Renda fixa

Prêmios de títulos do Tesouro Direto recuam nesta quinta-feira

Investidores monitoraram âmbito político doméstico; nos EUA, atenção recaiu sobre dados econômicos e fala do presidente do Federal Reserve

Notas de 50 e 100 reais
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Após forte alta na véspera, com o aumento do risco fiscal, os prêmios pagos pelos títulos públicos apresentavam leve queda na tarde desta quinta-feira (27).

Ontem, depois de o presidente Jair Bolsonaro criticar publicamente a proposta do programa Renda Brasil, elaborada pela equipe do ministro da Economia Paulo Guedes, a expectativa de que o ministro pedisse demissão ganhou força.

No entanto, o Ministério da Economia negou que Guedes pretenda deixar o cargo.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o ministro está preparando uma proposta alternativa ao Renda Brasil, que vai substituir o Bolsa Família, na qual o novo benefício começaria a ser pago em 2021, podendo partir de R$ 220 ou R$ 230.

Como não há consenso no governo sobre os programas que seriam extintos para custear o Renda Brasil, o novo desenho de Guedes prevê que o programa comece a rodar em valor menor, com os pagamentos sendo ampliados ao longo do tempo.

Uma nova versão do programa Renda Brasil deve ser concluída até amanhã, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. Este é também o prazo em que o governo espera definir o valor da ampliação do auxílio emergencial, que será estendido até dezembro.

Mercado hoje

No Tesouro Direto, o título indexado à inflação com vencimento em 2026 pagava uma taxa de 2,52%, ante 2,53% a.a. na tarde de quarta-feira (26). Os juros oferecidos pelos papéis com prazos em 2035 e 2045, por sua vez, cediam de 3,78% para 3,74% ao ano.

Entre os títulos com retorno prefixado, o papel com juros semestrais e vencimento em 2031 pagava uma taxa anual de 7,25%, frente 7,31% anteriormente, enquanto o Tesouro Prefixado 2026 pagava 6,67% ao ano, ante 6,68% a.a. ontem.

No câmbio, o dólar apresentava leve queda de 0,7% ante o real, negociado a R$ 5,57, por volta das 16h20.

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos nesta quinta-feira (27):

Fonte: Tesouro Direto

Estados Unidos

No exterior, os investidores repercutiram o discurso do presidente do Federal Reserve (o banco central americano), Jerome Powell, que anunciou que o Fed buscará uma abordagem mais tolerante à inflação, cuja meta seria chegar a uma média de 2% ao ano ao longo do tempo.

“O máximo nível de emprego é um objetivo amplo e inclusivo. Podemos ter um mercado de trabalho robusto sem uma disparada na inflação”, destacou.

Entre os indicadores, os EUA registraram cerca de 1 milhão de pedidos de seguro-desemprego na última semana, em linha com o esperado pelos economistas consultados pela Bloomberg.

O dado veio abaixo dos 1,1 milhão de pedidos registrados na semana anterior.

Ainda na maior economia do mundo, o Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre deste ano registrou uma contração de 31,7% em termos anualizados, melhor que a queda de 32,5% esperada pelos economistas consultados pela Bloomberg.

Na primeira estimativa, havia sido registrada uma retração de 32,9% no indicador.

De acordo com o Departamento de Comércio dos EUA, esta foi a queda trimestral mais brusca da atividade do país em pelo menos 70 anos, uma vez que não havia divulgação trimestral do PIB durante a Grande Depressão da década de 1930.

Regra dos 10 tiros: aprenda a fazer operações simples que podem multiplicar por até 10 vezes o capital investido. Inscreva-se!