Em onde-investir

Como comprar ações da JBS (JBSS3)

Maior produtora global de proteínas, a empresa tem presença em mercados como EUA e China. Risco político é ponto de atenção. Saiba como comprar ações da JBS

JBS
(Shutterstock)

Envolvida em casos polêmicos nos últimos anos, a JBS é uma empresa que deu alegrias aos investidores por meses seguidos em 2019.

As ações da empresa valorizaram com as perspectivas positivas para a performance do frigorífico, que tem operações em diversos países pelo mundo. Se o assunto chamou sua atenção, saiba como comprar ações da JBS (JBSS3).

O que avaliar antes de comprar

Uma das empresas eleitas para ser “campeã nacional” durante o governo Lula, a JBS recebeu pesados financiamentos de bancos públicos na década passada. Com isso, cresceu e se tornou uma companhia de alcance global.

Nos últimos anos, porém, as ações da JBS sofreram altos e baixos relevantes. Isso causou impacto sobre o valor de mercado da companhia, que variou conforme o padrão abaixo:

Nos últimos dez anos, a distribuição de dividendos aos acionistas foi a seguinte:

Ano Mês Valor por ação (R$) Tipo
2018 Junho 0,05 Dividendos
2017 Junho 0,03 Dividendos
2016 Junho 0,41 Dividendos
2015 Maio 0,17 Dividendos
2014 Junho 0,08 Dividendos
2013 Maio 0,06 Dividendos
2010 Junho 0,02 Dividendos
2009 Maio 0,01 Dividendos
2008 Maio 0,01 Dividendos

Alguns elementos são decisivos para o desempenho das ações da JBS na bolsa de valores. Antes de comprar os papéis, é importante saber quais são. Confira:

Mercado global de proteína

A JBS é atualmente o maior produtor global de proteínas e a segunda maior empresa de alimentos do mundo. É claro que nem tudo isso é consumidor só pelos brasileiros. Além de ter linhas de produção em outros países, a JBS também exporta a partir do Brasil - a empresa, aliás, é uma das maiores exportadoras de alimentos do país.

Por causa disso, o desempenho financeiro do JBS está intimamente ligado à performance do mercado global de proteína. Se o consumo de carne aumenta - por conta da elevação da renda em uma determinada região do mundo, por exemplo - o frigorífico é beneficiado. Já se algum país eleva demais a produção de carne de frango ou porco, a JBS perde.

Um exemplo: em 2019, uma peste - a febre suína africana - dizimou criações inteiras de porcos na China, maior consumidor mundial do produto. Como a produção do país neste ano deve sofrer uma quebra de cerca de 30%, empresas como a JBS, que estão fora do território afetado, foram beneficiadas.

O enorme mercado chinês, aliás, e também o americano devem ser mais bem observados para avaliar a dinâmica das proteínas e da JBS.

Cotação do dólar

Como é uma empresa que atua no mercado internacional, a JBS tem seus resultados influenciados pelas variações do câmbio. A cotação do dólar tem uma influência dupla. Isso porque a JBS tem dívidas contraídas em moeda americana, mas suas receitas também são obtidas
na mesma moeda.

Uma alta do dólar tem impacto negativo sobre o estoque de dívida da empresa, que fica mais caro. Já sobre a receita, o efeito do dólar forte é positivo. 

Risco político

Em maio de 2017, a JBS acabou envolvida em um enorme escândalo político. Notícias de que Joesley Batista, um dos controladores da empresa, havia gravado o então presidente da República, Michel Temer, dando aval para o suborno de outros políticos caíram como uma bomba no mercado.

O dia da revelação - que ficou conhecido como Joesley Day - foi de pânico na bolsa de valores. O Ibovespa caiu mais de 10% ao longo do pregão e o circuit breaker (mecanismo que interrompe as negociações quando
a desvalorização das ações é grande demais) chegou a ser acionado.

Os executivos envolvidos no caso prestaram esclarecimentos, mas alguns analistas consideram que a sombra do risco político não se dissipou totalmente. O receio é de que investigações que resvalem nas atividades dos controladores possam contaminar a performance da empresa. Felizmente, os resultados melhoraram nos anos recentes, o que tem blindado as suas ações.

Passo a passo para comprar ações da JBS

Para comprar ações da JBS, o ideal é seguir as três etapas abaixo:

1. Conheça a empresa

Procure ler relatórios de análise sobre a JBS elaborados por corretoras e casas de análise. Esses materiais costumam ser bem completos e permitem aos investidores estudar a empresa e as suas perspectivas de performance.

Normalmente esse tipo de material começa traçando um perfil das empresas. Depois, os analistas avaliam os resultados financeiros delas e emitem uma opinião: se acham que é hora de comprar ou de vender as ações. Uma terceira possibilidade é os analistas indicarem “manter”. Para quem não tem as ações na carteira, esse é um sinal para evitar comprá-las naquele momento.

No primeiro semestre de 2019, dois terços dos analistas que acompanham a JBS sugeriam comprar as ações.

2. Cadastre-se em uma corretora

Para comprar ações, é necessário ter uma conta em uma corretora. Apenas essas instituições podem realizar as ordens de compra e de venda dos investidores no pregão.

Para escolher uma corretora, um dos fatores importantes é verificar o valor das taxas de corretagem cobrada cada vez que se compra ou se vende uma ação. Pode ser um valor fixo, em reais, ou um percentual sobre o valor da operação. Corretoras como a Clear não cobram taxa de corretagem.

Impostnte; é necessário ter dinheiro na conta para sua ordem seja executada. Para isso, basta fazer uma transferência (TED ou DOC) do seu banco para a corretora. Depois, acesse o home broker - sistema de negociação online - ou contate a mesa de operações pelo telefone para passar a ordem de compra. Será preciso informar a quantidade de ações que pretende adquirir e a que preço.

3. Acompanhe o desempenho das ações

Monitore o desempenho dos seus investimentos com atenção. Você pode fazer isso diretamente pelo home broker. Se seu objetivo é de longo prazo, reserve alguns minutos uma vez por semana para a tarefa. Observe o quanto as ações subiram ou caíram e reavalie periodicamente a sua posição. 

Se você quer apenas aproveitar uma oportunidade no curto prazo, será preciso ficar atento aos papéis da JBS todos os dias. Além dos gráficos das cotações, acompanhe também as notícias e relatórios que forem divulgados sobre a empresa. Essas informações vão permitir que você decida o melhor momento de se desfazer dos papéis.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa sem pagar taxa de corretagem. Abra a sua conta na Clear!

 

Tudo sobre:  Ações  

Contato