Em onde-investir

Fundos brasileiros têm resgate líquido de R$ 1,64 bi em setembro, aponta Anbima

Saldo no mês anterior foi positivo em R$ 7,89 bilhões; fundos Multimercados mostram rentabilidade de 3,51% no período

SÃO PAULO – Conforme dados divulgados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) e atualizados na última quarta-feira (5), com referência até 30 de setembro, a indústria brasileira de fundos obteve um resgate líquido de R$ 1,64 bilhão no mês anterior, frente ao saldo positivo de R$ 7,89 bilhões de agosto.

A categoria de fundos de Renda Fixa registrou o melhor desempenho de setembro com a captação de R$ 3,87 bilhões, seguida por Referenciado DI, com entrada líquida de capital de R$ 2,68 bilhões. No acumulado do ano, estas classes apontam saldo de captação de R$ 58,98 bilhões e R$ 6,48 bilhões, respectivamente.

Já a categoria Multimercados teve o pior desempenho do mês anterior, com saída líquida de capital de R$ 8,17 bilhões, seguida por fundos de Curto Prazo, que registrou resgate de R$ 1,2 bilhão no mês. De janeiro a setembro, os fundos Multimercados apontam saldo negativo de R$ 39,53 bilhões, enquanto os de Curto Prazo tiveram entrada líquida de capital de R$ R$ 11,05 bilhões.

Fundos Cambiais são destaque de rentabilidade
Apesar da performance dos fundos classificados como Multimercados, estes foram um dos mais rentáveis em setembro, com rendimento de 3,51%. Enquanto os fundos Cambiais lideraram neste quesito, por conta da recente alta do dólar, e tiveram rentabilidade de 17,63%.

Vale lembrar que estes são dados preliminares divulgados pela Anbima. O balanço oficial de fundos costuma ser divulgado pela instituição no quinto dia útil de cada mês.

 

Contato