RADAR INFOMONEY Marfrig: bancos elevam preço-alvo após balanço; BRDT3 dispara; Inflação nos EUA derruba bolsas

Marfrig: bancos elevam preço-alvo após balanço; BRDT3 dispara; Inflação nos EUA derruba bolsas

Alto padrão

Mercado de escritórios de SP tem pior ocupação em 13 anos no 1º tri de 2021

Taxa de vacância do setor teve aumento de dois pontos percentuais em relação a dezembro, para 21,2% ao fim de março, aponta SiiLa

Interior of the hall with curved glazed walls and a view of the skyscrapers
(Getty Images)

SÃO PAULO – Com mais empresas sendo obrigadas a adiar a retomada do trabalho aos espaços corporativos, diante das medidas de isolamento social impostas pelo agravamento da pandemia  o mercado de escritórios segue apresentando aumento nas devoluções de imóveis e, consequentemente, na taxa de vacância.

De acordo com dados da consultoria SiiLA, a indústria de escritórios de alto padrão (A+ e A) na cidade de São Paulo registrou uma absorção líquida negativa de 31 mil metros quadrados no primeiro trimestre deste ano.

A absorção líquida corresponde ao volume de metros quadrados que são ocupados a mais (ou a menos, quando é negativa) em relação ao trimestre anterior, e atua como um indicador de crescimento ou retração do mercado em metragem quadrada ocupada.

O resultado registrado entre janeiro e março deste ano representa o quarto trimestre consecutivo de queda nas ocupações e é o pior da série histórica da SiiLA, iniciada em 2008.

No primeiro trimestre de 2020, antes da exposição aos impactos da Covid-19, o mercado de escritórios de São Paulo havia registrado absorção líquida positiva de 19.651 metros quadrados. O quadro mudou a partir do período encerrado em junho, quando os dados foram negativos em 12.565 metros quadrados.

Leia também:
Os fundos imobiliários com os maiores aumentos e reduções de dividendos na pandemia

Nos três primeiros meses de 2021, mais de 100 mil metros quadrados no mercado de alto padrão de escritórios na capital foram devolvidos. Destaque para o movimento de companhias do setor financeiro, com nomes como Itaú, XP, Caixa Econômica Federal e a empresa de meios de pagamento Edenred, dona da Ticket.

O Itaú lidera a lista de devoluções, com 31.709 metros quadrados, em dois prédios no bairro de Pinheiros, em São Paulo. Na sequência, aparecem Embraer, com 4.213 metros quadrados devolvidos, e XP Investimentos, com 3.304 metros quadrados, nas avenidas Juscelino Kubitschek e Faria Lima, também na capital paulista.

PUBLICIDADE

Desde o início da pandemia, a absorção líquida no mercado de escritórios de alto padrão é negativa em 97.546 metros quadrados, com 202,8 mil metros quadrados absorvidos e devoluções que somam 300,3 mil metros quadrados.

Diante deste cenário, a taxa de vacância do setor teve aumento de dois pontos percentuais em relação a dezembro, para 21,21% ao fim de março. Antes da crise, no início de 2020, a taxa estava em 14,84%.

“A perspectiva é de que as saídas continuarão acontecendo nos próximos meses, em linha com a tendência de adoção de teletrabalho e do sistema híbrido”, escreve Giancarlo Nicastro, CEO da SiiLA, em comunicado.

Para ele, esse movimento só não é mais intenso agora porque muitos locatários precisam aguardar o fim dos contratos para não arcar com multas pesadas.

Novas locações

Entre as novas locações, a Enel lidera com 14.174 metros quadrados alugados na avenida Chucri Zaidan, seguida pelo grupo farmacêutico Roche, com 11.710 metros quadrados, na Chácara Santo Antônio, e pela Novonor (antiga Odebrecht), com locação de 5,9 mil metros quadrados na Chucri Zaidan.

Estoque

Apesar da devoluções de imóveis, entre janeiro e março deste ano, foram entregues 45.678 metros quadrados, o maior volume de metragem de novos edifícios desde o terceiro trimestre de 2020, segundo a SiiLA.

PUBLICIDADE

Com isso, o estoque de escritórios de alto padrão em São Paulo corresponde a 3.255.744 metros quadrados e, até o fim do ano, é esperado um crescimento de 230 mil metros quadrados na cidade.

Ranking Melhores Fundos InfoMoney-Ibmec
Descubra quais são e como investem os melhores fundos de investimento do país:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.