Em onde-investir / investimentos-no-exterior

Imóveis na Flórida são opção para diversificação de investidor; confira

Executivo aponta estabilidade do mercado como uma de suas vantagens

Miami
(Shutterstock)

SÃO PAULO – O cenário macroeconômico no Brasil não é dos mais animadores: inflação acima dos 7% e perspectivas de recessão em 2015 fazem com que muitos investidores se preocupem com o panorama de investimentos por aqui. No entanto, uma opção que pode ser interessante é a de aplicar em imóveis nos EUA e assim garantir uma diversificação na carteira de investimentos.

O grupo Goldmann Real State oferece imóveis em Miami com preços que vão de US$ 300 mil até US$ 6 milhões em empreendimentos residenciais com grande estrutura e infraestrutura moderna com espaços como piscina, academia, entre outros.

Joseph Tartuce Hejazi, executivo do grupo, aponta que a principal vantagem de investir em um imóvel nos EUA é “ter a certeza que esta investindo em um mercado estável e com possibilidade de apreciação do preço além do fato da economia americana estar crescendo e o dólar se fortalecendo”.

O executivo destaca que o mercado imobiliário em Miami já se recuperou da crise de 2008 e está se consolidando como uma região cada vez mais atrativa não apenas para a população da América Latina, mas também para europeus, chineses e os próprios estadunidenses.

O valor mínimo para adquirir um imóvel na Flórida é de 35% do valor da compra, o restante podendo ser financiado. Hejazi assinala que a aprovação de financiamentos para estrangeiros é bem mais simples do que para estadunidenses, uma vez que não são pedidas provas de rendimento, o que é necessário para nativos.

No entanto, o especialista pondera que é necessário ter muita atenção no custo de manutenção, condomínio, impostos e seguros na hora de investir em um imóvel, uma vez que esses custos podem impactar bastante no investimento final.

 

Contato