Ifix supera máxima histórica após 8 sessões seguidas de ganhos

Índice dos fundos imobiliários tem a maior pontuação desde janeiro de 2019

Wellington Carvalho

Publicidade

O Ifix – índice dos fundos imobiliários mais negociados na Bolsa – fechou a sessão desta sexta-feira (22) com forte alta de 0,87% e completou o oitavo pregão seguido de ganhos. O indicador alcançou a marca de 3.260 pontos, cravando sua nova máxima histórica.

A pontuação de hoje supera a do dia 3 de janeiro de 2020, quando o Ifix registrou 3.253 pontos. Meses depois, porém, o indicador iniciaria uma tendência de queda com a pandemia da Covid-19.

Fonte: B3

Diante das restrições impostas para conter a disseminação da doença, os fundos imobiliários sofreram com a redução na circulação de pessoas, especialmente nos segmentos de shopping e escritório.

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A atratividade desta classe de ativo também foi prejudicada pelo ciclo de alta da taxa básica de juros, a Selic, que subiu de 2% no início de 2021 para 13,75% ao ano – patamar mantido até o início de agosto.

Quanto mais elevado o indicador, mais rentável se torna a renda fixa, que atrai investidores da renda variável – inclusive dos FIIs. O movimento colaborou com a desvalorização das cotas dos fundos, principalmente os de “tijolo” – que investem diretamente em imóveis.

Diante do cenário, muitos fundos tiveram de reduzir dividendos, perderam valor na Bolsa e a maior parte deles ainda negociava abaixo do valor patrimonial até a primeira metade de 2023.

Continua depois da publicidade

O cenário só mudou com a expectativa de início do ciclo de cortes da Selic – que se confirmou em agosto. De lá para cá, o Banco Central já realizou quatro cortes de 0,50 ponto na taxa de juros – que encerrará 2023 em 11,75% ao ano.

O mercado de FIIs respondeu ao afrouxamento da política monetária e o Ifix acumula ganhos de quase 17% desde o final de abril. No acumulado do ano, a alta é de 13,70% – reflexo dos primeiros meses do ano ainda no campo negativo.

Leia também:

Wellington Carvalho

Repórter de fundos imobiliários do InfoMoney. Acompanha as principais informações que influenciam no desempenho dos FIIs e do índice Ifix.