Central de FIIs

Ifix cai 0,88% em junho e interrompe série de três meses de ganhos

Na sessão desta quinta-feira (30), o índice fechou com alta de 0,11%; FII GGRC11 foi destaque de alta

Por  Wellington Carvalho -

O IFIX – índice que reúne os fundos imobiliários mais negociados na B3 – fechou a sessão desta quinta-feira (30) com alta de 0,11%, aos 2.795 pontos. Ontem, o indicador encerrou o pregão com leve queda de 0,05%. No acumulado do mês, o índice registra queda de 0,88%. Confira os damais destaques de hoje ao longo do Central de FIIs.

Termina hoje, às 23h59, a campanha da Guardian Gestora que prevê a doação de 40 mil cotas do FII Guardian Multiestratégia Imobiliária I (GAME11). A iniciativa tem como objetivo celebrar o aniversário de dois anos de operação da empresa.

Nas últimas semanas, os investidores diretos dos fundos da casa – Guardian Logística (GALG11) e Guardian Multiestratégia – entraram na promoção para receber duas cotas do GAME11. Já os investidores indiretos, representados pelos cotistas dos FIIs que investem nos fundos da empresa, receberam de presente uma cota do FII.

A campanha teve início no começo do mês e, inicialmente, se estenderia até o dia 15. No entanto, a Guardian prorrogou a campanha e permitiu, neste último dia, a participação de qualquer investidor de fundos imobiliários.

“Planejamos a ação desde os primeiros dias de 2022 e no final a colocamos de pé com a participação de diversas frentes como B3, mais de 40 corretoras e investidores de 26 fundos distintos”, afirma Gustavo Asdourian, sócio-fundador da Guardian.

De acordo com a gestora, as cotas doadas são da primeira emissão do fundo, realizada no final do ano passado, e pertencem à própria Guardian, não se tratando de uma nova oferta.

Maiores altas desta quinta-feira (30)

TickerNomeSetorVariação (%)
GGRC11GGR Covepi RendaLogística1,8
PATL11Pátria LogísticaLogística1,73
KISU11KILIMATítulos e Val. Mob.1,59
OUJP11Ourinvest JPPTítulos e Val. Mob.1,39
HGBS11Hedge Brasil ShoppingShoppings1,3

Maiores baixas desta quinta-feira (30):

TickerNomeSetorVariação (%)
JSRE11JS Real EstateHíbrido-1,69
CARE11Brazilian Graveyard and Death CareOutros-1,42
BTCR11BTG Pactual Credito ImobiliarioTítulos e Val. Mob.-1,01
SPTW11SP DowntownLajes Corporativas-1,01
RBRY11FII RBR PCRITítulos e Val. Mob.-0,92

Fonte: B3

Descubra o passo a passo para viver de renda com FIIs e receber seu primeiro aluguel na conta nas próximas semanas, sem precisar ter um imóvel, em uma aula gratuita.

Novas emissões do Devant e AF Invest; Rio Bravo Renda Varejo vende novas agências bancárias

Confira as últimas informações divulgadas por fundos imobiliários em fatos relevantes:

Sétima emissão de cotas do Devant (DEVA11) quer captar até R$ 150 milhões

Em fato relevante divulgado nesta quarta-feira (29), o Devant Recebíveis Imobiliários comunicou que aprovou a realização da sétima emissão de cotas do fundo, que prevê a captação de até R$ 150 milhões.

O valor unitário das novas cotas foi fixado em R$ 96,89 e a taxa de distribuição será de R$ 2,43, totalizando um preço de subscrição de R$ 99,32.

Na abertura da sessão nesta quinta-feira (30), os papéis do Devant Recebíveis Imobiliários estavam sendo negociados a R$ 99,81, com queda de 0,19%.

Os cotistas com posição no dia 6 de julho terão direito de preferência na oferta, que poderá ser exercido entre os dias 12 e 27 de julho de 2022.

Focado no investimento em certificados de recebíveis imobiliários (CRI), o fundo tem hoje um patrimônio líquido de R$ 1,3 bilhão. Em junho, a carteira depositou R$ 1,60 por cota, equivalente a um retorno mensal de 1,60%.

AF Invest CRI (AFHI11) também aprova oferta de R$ 33 milhões

O FII AF Invest CRI também aprovou nova emissão de cotas e planeja a captação de R$ 33 milhões, de acordo com comunicado do fundo ao mercado.

O valor unitário das novas cotas foi fixado em R$ 96,41. Como ocorreu na oferta anterior do fundo, não haverá cobrança de taxa de distribuição nesta nova emissão.

“Excepcionalmente nesta oferta, os custos de distribuição não serão arcados pelo fundo e/ou pelos cotistas subscritores das novas cotas, mas sim serão pagos direta e exclusivamente pela Gestora”, confirma o fato relevante.

No início do pregão desta quinta-feira (30), as cotas do AF Invest CRI estavam sendo negociadas a R$ 99,14, com queda de 0,36%.

Os cotistas com posição no dia 4 de julho terão direito de preferência na oferta, que poderá ser exercido entre os dias 6 e 18 de julho de 2022.

Atualmente, o patrimônio líquido do AF Invest CRI é de R$ 225 milhões. Em junho, a carteira depositou R$ 1,40 por cota, equivalente a um retorno mensal de 1,37%.

Rio Bravo Renda Varejo (RBVA11) confirma venda de mais duas agências bancárias

O fundo Rio Bravo Renda Varejo anunciou, nesta quarta-feira (29), a venda de dois imóveis do fundo que estavam alugados para a Caixa Econômica Federal. O negócio está avaliado em R$ 18 milhões.

De acordo com a gestão da carteira, o imóvel de Uberlândia (MG), foi negociado por R$ 6 milhões, valor 83% acima do custo da aquisição do espaço.

Pelo outro imóvel, em Belo Horizonte (MG), o Rio Bravo Renda Varejo receberá R$ 12 milhões, equivalente a 60% do valor de aquisição, de acordo com comunicado ao mercado.

Com as duas vendas, o fundo soma agora 10 alienações de imóveis locados para bancos, tendo um ganho de capital de R$ 30 milhões com as transações.

A venda de agências bancárias faz parte da estratégia adotada pelo fundo em 2018 como forma de reciclar o portfólio, composto por 81 imóveis.

Dividendos de hoje

Confira quais os três fundos imobiliários que distribuem rendimentos nesta quinta-feira (30):

TickerFundoRendimento
FLRP11Floripa Shopping R$        11,00
BTRA11BTG Terras Agrícolas R$          0,70
[ativo= EDGA11]Ed. Galeria R$          0,16

Fonte: InfoMoney

Obs.: Tickers com final diferente de 11 se referem aos recibos e direitos de subscrição dos fundos.

Giro Imobiliário: BC vê risco de inflação acima da meta aumentar em 2022; como investir em FIIs no segundo semestre

Risco de inflação estourar limite da meta vai a 100% em 2022 e sobe para 2023, diz BC

A probabilidade de a inflação ultrapassar os limites do intervalo de tolerância da meta este ano subiu de 88% na estimativa de março para 100%, conforme Relatório Trimestral de Inflação divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Central, que também aumentou a estimativa da chance de estouro em 2023, de 12% para 29%.

“As projeções de inflação subiram em todo o horizonte considerado”, disse o BC no documento.

O relatório foi apresentado com uma semana de atraso por conta da greve de servidores do órgão.

Normalmente, a divulgação é seguida de uma entrevista à imprensa pelo presidente do BC, o que não será feito nesta edição porque Campos Neto já concedeu a coletiva na semana passada, quando parte das projeções do documento foram antecipadas.

Na ocasião, o presidente do BC disse que o pior momento da inflação no Brasil já passou e que o país está muito perto de finalizar todo o trabalho de elevação de juros para domar a alta de preços.

Como investir em FIIs no segundo semestre de 2022? Analista aponta dois fundos para manter no radar

Após um semestre marcado por aperto monetário do Banco Central, pressão inflacionária e uma série de polêmicas envolvendo importantes FIIs do mercado, como o Maxi Renda (MXRF11), o que esperar dos fundos imobiliários no segundo semestre de 2022?

O tema foi destaque da edição desta terça-feira (28) do Liga de FIIs, que tem apresentação de Maria Fernanda Violatti, analista da XP, Thiago Otuki, economista do Clube FII, e Wellington Carvalho, repórter do InfoMoney.

No programa, os especialistas fizeram um balanço dos últimos meses no mercado de fundos imobiliários e projetaram o que poderá se transformar em oportunidade na segunda metade do ano. Além disso, Maria Fernanda indicou dois fundos para ficar no radar do investidor: XP Crédito Imobiliário (XPCI11) e RBR Rendimento High Grade (RBRR11).

“Esses fundos têm características que os favorecem diante do atual cenário de pressão inflacionária e juros altos, que ainda deve pautar o mercado no segundo semestre”, avalia a analista.

Descubra o passo a passo para viver de renda com FIIs e receber seu primeiro aluguel na conta nas próximas semanas, sem precisar ter um imóvel, em uma aula gratuita.

Compartilhe