RADAR INFOMONEY CPI da Covid enfraquece governo e trava reformas, dizem analistas; programa desta segunda também fala sobre Petrobras e Oi

CPI da Covid enfraquece governo e trava reformas, dizem analistas; programa desta segunda também fala sobre Petrobras e Oi

opinião

Gestora vê potencial em empresa do setor alimentício apesar de alta expressiva

Maior mix de produtos e fortalecimento de suas marcas são drivers positivos para a M. Dias Branco, segundo a gestora

SÃO PAULO – Em sua carta mensal, a Rio Bravo destaca o case da empresa M. Dias Branco (MDIA3). As ações da empresa já fazem parte do portfólio da gestora há dois anos, período que acumularam uma alta anualizada de 50%. “Apesar da expressiva rentabilidade já atingida, seguimos com esta posição devido a uma combinação de fatores positivos para os negócios”, diz a Rio Bravo.

Acompanhe a cotação de todos os fundos imobiliários negociados na BM&FBovespa 

Segundo a gestora, a  venda de massas e biscoitos se mantém resistente, considerando o cenário de baixo crescimento pelo qual o país passa, devido ao baixo preço, a necessidade e a difusão do seu consumo.“O moderado, ainda que consistente, ritmo de crescimento da empresa, que já decepcionou muitos no mercado, hoje é visto como prova de solidez”.

Com dúvidas sobre termos do mercado financeiro? Acesse o glossário InfoMoney

A gestora ressalta que as vantagens competitivas da companhia, como sua escala, liderança de mercado e capacidade de distribuição, se traduziram em retornos elevados sobre o capital investido. Adicionalmente, essas vantagens foram reforçadas pelas recentes aquisições dos grupos Pelágio, Moinho Santa Lúcia e Pilar, empresas com uma rentabilidade inferior à da M.Dias Branco, o que afetou seus resultados consolidados. No entanto, a Rio Bravo afirma acreditar que, estruturalmente, as aquisições fazem sentido.

Ao analisar o crescimento orgânico da empresa, a Rio Bravo aponta para iniciativas como a diversificação de seus produtos e fortalecimento de suas marcas (Fortaleza, Richester, Adria e Vitarella).

“O sucesso de vendas das massas instantâneas, por exemplo, vai ao encontro desta estratégia”, ressalta. “Ademais, novas categorias têm sido criadas, como os bolos e snacks, que representam hoje menos de 1% das receitas da empresa. O espaço para crescimento é enorme, à medida que tais marcas, já amplamente apreciadas pelos consumidores, são estampadas nestes produtos”.

Com retorno sobre o capital em torno de 20% e crescimento consistente, a Rio Bravo afirma que a M.Dias Branco consegue rentabilizar de forma sólida o capital de seus acionistas. E, atualmente, a empresa negocia 17x o lucro projetado para 2013 pela gestora.

Desempenho
O fundo Rio Bravo Fundamental FIA teve retorno de 0,9% em março. Desde seu início, em setembro de 2004, a aplicação acumula alta de 486,9% ou 299,7% do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) + 6%, benchmark do fundo.

PUBLICIDADE

Já o Rio Bravo Institucional FIA rendeu 0,4% no terceiro mês do ano. Desde seu início, em abril de 2010, ele já acumula rentabilidade de 18,6% contra queda de 20,7% do Ibovespa.