Em onde-investir / fundos-de-investimento

547% de retorno em 10 anos: os altos e baixos do fundo que foi 3 vezes melhor que o CDI

Fundo entregou uma rentabilidade quase seis vezes o valor investido inicialmente

SÃO PAULO - Na indústria brasileira de fundos, completar 10 anos de vida é mais do que uma marca simbólica, é uma comprovação de que você conseguiu sobreviver às idas e vindas deste mercado tão hostil. No caso do fundo Canvas Enduro, que completou uma década de vida no final de agosto, a celebração veio com uma rentabilidade invejável: 547% de retorno nestes 10 anos, mais que o triplo do rendimento do CDI no período (170%). Em entrevista ao Papo com Gestor, o fundador do Enduro, Eduardo Bodra, falou sobre a história deste fundo.

O Enduro foi criado em uma época extremamente conturbada: 29 de agosto de 2008 (leia-se duas semanas antes da quebra do banco americano Lehman Brothers). Ele nasceu como "Enduro" e fez parte da Advis, uma das mais badaladas gestoras da época.

Mas como o próprio mercado financeiro brasileiro, a história do Enduro passou por ciclos bons e ruins. Logo no início, o fundo alcançou um protagonismo na indústria ao entregar 526% do CDI até 2012, fazendo a gestora crescer fortemente: de 2010 a 2012 a Advis passou de R$ 2 bilhões para R$ 10 bilhões em ativos sob gestão, sendo considerada uma das maiores do país.

Após cinco anos enchendo os olhos dos cotistas, o fundo teve um ano ruim, caindo 4,8% em 2013. “Tivemos um resultado negativo por erro de leitura de cenário, porém o fundo teve um resultado, ainda que indesejado, compatível com os ganhos que entregou no passado”, conta Felipe Niemeyer, que trabalhava na Advis e hoje é o sócio responsável pela área de Relação com Investidores na Canvas. “Naquela época não tínhamos mecanismos formais de stop loss no processo de gerenciamento de risco;”, diz.

Em 2014, o fundo promoveu algumas alterações no processo de investimento e passou a contar com a expertise de Guilherme Gartner como um dos seus gestores, levando o fundo de volta à performance positiva. No ano seguinte, os fundadores da Canvas Antonio Quintella, presidente do Credit Suisse no Brasil por sete anos, e Sergio Blatyta, ex-chefe da tesouraria do Santander, procuraram a Advis. A Canvas tinha uma estrutura forte e estava em busca de um time de gestão já maduro no mercado – e o casamento deu certo.

10 anos de história

Pela excelente performance no acumulado destes 10 anos de vida, percebe-se que os gestores e o processo de gestão evoluíram com tempo. “A essência é que a cota é boa e todo aprendizado serviu para que o fundo ficasse mais robusto e resiliente no mercado”, diz Niemeyer.

Nesta última década, Niemeyer destaca dois aprendizados fundamentais: a importância de um crescimento gradual do fundo e que nada melhor do que o tempo e as experiências para tornar o processo de investimento cada vez mais sólido.

Enquanto o crescimento gradual impede a concentração de pessoas em janelas determinadas, uma equipe mais sênior pode contar com outras cabeças pensantes para compartilhar ideias e tomar decisões, permitindo a diversificação da alocação do risco e capacidade para explorar novos mercados.

O Enduro conseguiu nesta última década aprender lições valiosas e entregar ótimos ganhos aos cotistas - principalmente aqueles que permanecem desde o começo. “O fundo nunca teve uma equipe tão sênior e um processo de investimento como tem hoje. Que venham os próximos 10 anos”, conclui.

Quer investir no fundo Canvas Enduro? Abra uma conta na XP

O Papo com Gestor é um programa de entrevistas semanais apresentado por Thiago Salomão, editor-chefe do InfoMoney. O programa é fruto de uma parceria com a XP Investimentos e trará toda semana uma entrevista com gestores que estão se destacando dentro da lista de fundos da plataforma digital da XP.

Agora você pode acompanhar o Papo com Gestor também no Spotify! Clique aqui para ouvir o programa ou faça o download pelo player abaixo.

 

Contato