RADAR AO VIVO Ânima dispara 19% com aporte e COGN3 e YDUQ3 também sobem

Ânima dispara 19% com aporte e COGN3 e YDUQ3 também sobem

Águas internacionais

Fundo global da Dynamo entra na plataforma da XP com aporte de R$ 25 mil

Será a primeira vez que o fundo, que sobe 74% em 12 meses, estará disponível ao investidor qualificado, que tem mais de R$ 1 milhão em investimentos

PIMCO

SÃO PAULO – A deterioração do quadro doméstico nas últimas semanas em meio ao avanço da pandemia tem feito o investidor brasileiro buscar cada vez mais os investimentos globais como forma de diversificação da carteira.

O movimento em busca das melhores oportunidades além das fronteiras domésticas fica evidente pelo crescimento da base de ativos sob custódia na área de fundos internacionais da XP.

Após encerrar o ano passado com cerca de R$ 10 bilhões, o montante saltou para a casa dos R$ 20 bilhões apenas ao longo do primeiro trimestre de 2021.

Em meio ao apetite voraz do brasileiro por diversificar a carteira por meio dos fundos internacionais, a XP passa a oferecer em sua plataforma de fundos nesta quinta-feira (8) o veículo dedicado às ações globais da Dynamo, uma das gestoras mais renomadas do mercado brasileiro.

O fundo, que leva o nome de DYN Global Dolar Advisory FIC FIA IE, tem um tíquete de entrada de R$ 25 mil, com acesso restrito ao investidor qualificado, com mais de R$ 1 milhão em aplicações financeiras. Até então, apenas investidores profissionais, com R$ 10 milhões em investimentos, tinham acesso ao produto.

A data de liquidação das ordens de aplicação no fundo será no dia 29 de abril, mas a expectativa é que o limite previsto para a alocação seja alcançado bem antes.

O fundo, com exposição à variação cambial, é gerido por uma equipe com sete analistas que fica baseada em Londres e é liderada pelos sócios Bruno Rocha e Cristiano Souza.

Concentração em EUA e Europa

No embalo da forte retomada dos mercados após o baque provocado pela Covid, nos últimos 12 meses, até 6 de abril, a rentabilidade do fundo, que tem exposição à variação cambial, é de 74,1%, frente a 58,6% do Ibovespa. Em 24 meses, os ganhos do fundo são de 84,1%, ante21% do benchmark.

O fundo terá taxa de administração de 2% ao ano, com 20% de performance sobre o que exceder um benchmark que considera a variação da inflação americana medida pelo índice CPI mais 2,5% ao ano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O resgate do DYN Global será no terceiro mês subsequente à solicitação do pedido, o que deve resultar em um intervalo de aproximadamente 90 dias para o recebimento. Até então, o fundo trabalhava com um modelo de “lockup” de seis meses.

Leia mais:
De Mercado Livre a Vale: a visão por trás dos investimentos da Dynamo, uma das gestoras mais tradicionais (e bem-sucedidas) do país

Na distribuição setorial, cerca de 50% da carteira está voltada atualmente a ações de empresas de varejo. Para entrar na carteira do fundo, o retorno esperado para a ação geralmente oscila de 10% a 15% ao ano.

Com um portfólio relativamente concentrado em cerca de 15 ações e exposição regional voltada para os Estados Unidos e a Europa, os investimentos costumam permanecer no fundo por um período de três a cinco anos.

Estão no radar para compor a carteira empresas de “management” fora do comum, de interesse alinhado ao dos investidores; que possuam claras vantagens competitivas de longo prazo frente aos pares; e cujas ações não são corretamente precificadas pelo mercado.

Invista nos melhores fundos com a ajuda da melhor assessoria: abra uma conta gratuita na XP!