Fitch

Fitch afirma rating “Estável” para emissão de CRIs da WTorre PIC

A Volkswagen do Brasil será a fonte pagadora dos aluguéis que lastreiam a emissão

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Fitch Ratings afirmou, na segunda-feira, o Rating Nacional de Longo Prazo da primeira série da primeira emissão de CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários) da WTorre PIC Companhia Securitizadora de Créditos Imobiliários, em montante nominal de R$ 97,8 milhões, com uma perspectiva estável.

Acompanhe a cotação de todos os fundos imobiliários negociados na BM&FBovespa

Esta emissão é uma securitização de créditos imobiliários comerciais oriundos de um contrato de comodato modal celebrado em maio de 1999 entre a WTorre (Administração e Participações Walter Torre Júnior Ltda.) e a VWB (Volkswagen do Brasil Ltda.), fonte pagadora dos aluguéis que lastreiam a emissão.

Aprenda a investir na bolsa

Quer saber mais sobre os termos usados no mercado financeiro? Acesse o glossário InfoMoney

“Parte do terreno em São José dos Pinhais (PR), onde está localizada a fábrica da VWB, foi dada em comodato modal pela empresa à WTorre. Esta, então, construiu galpões industriais para os fornecedores da VWB, em troca de indenizações mensais pelo período de 25 anos. Posteriormente, a WTorre celebrou contratos de locação com os fornecedores da VWB pelo mesmo período. Os aluguéis reduzem a indenização paga pela VWB, que é responsável, em última instância, pelo pagamento dos valores devidos. A WTorre cedeu à WTorre PIC os direitos de recebimento compreendidos entre maio de 2002 e junho de 2014 como lastro à emissão dos CRIs”, explicou o anúncio da Fitch.

Pagamento de aluguéis
Os pagamentos dos aluguéis são mensais e corrigidos pelo IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado). O último realizado foi no valor de R$ 3,06 milhões, em maio de 2013. O saldo devedor corrigido dos CRIs nesta mesma data era de R$ 38,24 milhões.

O rating reflete a esperada capacidade de pagamento pontual e integral do principal investido, acrescido de juros remuneratórios de 12,5% ao ano e corrigido pelo IGP-M, nas datas programadas de amortização até o vencimento final da emissão, em 17 de junho de 2014.

Sensibilidade do Rating
O rating atribuído à operação se baseia, sobretudo, na capacidade de pagamento da VWB, responsável pelos pagamentos dos aluguéis que lastreiam a emissão. Assim, qualquer alteração nos perfis operacional e creditício da companhia poderá afetar o rating atribuído à emissão de CRIs.