FII high yield eleva dividendos e crava maior retorno de fevereiro; veja maiores pagadores

Com dividend yield de 23%, o HTMX11 encabeça a lista dos maiores pagadores dos últimos 12 meses

Wellington Carvalho

Publicidade

O FII Devant Recebíveis (DEVA11) vai encerrar o mês como o maior pagador de dividendos do mercado. Em fevereiro, a carteira registrou um dividend yield (taxa de retorno com dividendos) de 1,54%.

O dado faz parte de levantamento do InfoMoney com informações da Economatica, que considera apenas os fundos imobiliários que compõem o Ifix – índice dos FIIs mais negociados na Bolsa.

Entre as 104 carteiras monitoradas, 26 tiveram um dividend yield acima de 1%. O número é inferior aos 30 observados em janeiro e aos 32 verificados em dezembro de 2023

Aula Gratuita

Os Princípios da Riqueza

Thiago Godoy, o Papai Financeiro, desvenda os segredos dos maiores investidores do mundo nesta aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

No último dia 7, o DEVA11 depositou R$ 0,62 por cota – montante que garantiu ao fundo o maior retorno com dividendos de fevereiro. Na sequência aparecem o Riza Akin (RZAK11) e o Cartesia Recebíveis (CACR11), com ganhos de 1,31% e 1,29%, respectivamente.

Confira os dez maiores pagadores de dividendos de fevereiro de 2024:

TickerSegmentoDividend Yield em fev/24 (%)
DEVA11Recebíveis1,54
RZAK11Recebíveis1,31
CACR11Recebíveis1,29
URPR11Recebíveis1,21
RZAT11Híbrido1,19
MFII11Desenvolvimento1,14
KNHY11Recebíveis1,14
VGIR11Recebíveis1,14
BARI11Recebíveis 1,12
CVBI11Recebíveis1,12
Fonte: Economatica

Alívio para investidores do DEVA11

Considerado um FII high yield – de maior risco – o DEVA11 investe em títulos de renda fixa e tem atualmente um patrimônio líquido de R$ 1,4 bilhão.

Continua depois da publicidade

De acordo com o último relatório gerencial, 87% do recurso está alocado hoje em certificados de recebíveis imobiliários (CRI). A maior parte dos títulos (95%) está indexada ao IPCA mais uma taxa média de 10,46%.

O dividendo pago em fevereiro foi o maior do DEVA11 desde julho de 2023 – quando o fundo depositou R$ 0,65 por cota. No mês passado, o rendimento da carteira foi de R$ 0,42.

StatusInvest

Apesar do alívio no dividendo de fevereiro, o DEVA11 ainda amarga uma desvalorização de mais de 50% em 12 meses – desempenho que ajuda a elevar o dividend yield da carteira.

Maiores pagadores dos últimos 12 meses

Com um dividend yield de 23%, o FII Hotel Maxinvest (HTMX11) encabeça a lista dos fundos imobiliários que mais pagaram rendimentos nos últimos 12 meses. Na sequência, aparecem Cartesia Recebíveis (CACR11) e SPX Syn (SPXS11) com taxas de 16,67% e 15,91%, respectivamente.

Confira os dez maiores pagadores de dividendos dos últimos 12 meses.

TickerSegmentoDividend Yield – 12 meses (%)
HTMX11Hotel23,65
CACR11Recebíveis16,67
SPXS11Multiestratégia15,91
RBRY11Multiestratégia15,61
HABT11Recebíveis15,11
RZAT11Híbrido15,05
CYCR11Recebíveis14,88
URPR11Recebíveis14,70
VGIR11Recebíveis14,70
RZAK11Recebíveis14,69
Fonte: Economatica

Em 2023, o HTMX11 foi o principal destaque do mercado com retorno total (valorização da cota mais distribuição de dividendos) acima de 110% – maior alta entre os principais FIIs do mercado.

O FII atua no segmento hoteleiro e tem como principais fontes de receita a ocupação e a venda de quartos. De acordo com o último relatório gerencial, o fundo conta hoje com 449 unidades em 22 hotéis de São Paulo (SP).

Newsletter

Liga de FIIs

Receba em primeira mão notícias exclusivas sobre fundos imobiliários

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Wellington Carvalho

Repórter de fundos imobiliários do InfoMoney. Acompanha as principais informações que influenciam no desempenho dos FIIs e do índice Ifix.