Central de FIIs

Ifix tem sétima sessão seguida de ganhos e acumula alta de 0,54% na semana

O fundo imobiliário RBR Properties (RBRP11) liderou a lista das maiores altas do pregão, com elevação de 2,67%

Por  Wellington Carvalho -

 

O IFIX – índice que reúne os fundos imobiliários mais negociados na B3 – fechou a sessão desta sexta-feira (22) com alta de 0,08%, aos 2.793 pontos. Na semana, o indicador acumulou ganhos de 0,54%. O fundo RBR Properties (RBRP11) liderou a lista das maiores altas do pregão, com elevação de 2,67%. Confira os demais destaques de hoje ao longo do Central de FIIs.

Em fato relevante divulgado nesta quinta-feira (21), o FII REC Renda Imobiliária comunicou a expansão da área locada para a Companhia Nilza Cordeiro Herdy de Educação e Cultura, conhecida como Unigranrio, integrante do grupo Afya Educacional.

Atualmente, a empresa ocupa 9.875 metros quadrados do edifício Barra da Tijuca Corporate, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). Por meio de um aditamento no contrato, a universidade passará a ocupar uma área adicional de 433 metros quadrados do imóvel.

De acordo com comunicado do fundo ao mercado, a locação do espaço extra terá o mesmo prazo de vigência do contrato original, até 18 de outubro de 2031.

Segundo a equipe de gestão, a nova transação não terá impacto imediato na distribuição de dividendos do fundo. No último dia 14, a carteira depositou R$ 0,50 por cota, equivalente a um retorno mensal de 0,87%.

Após a locação adicional, a taxa de vacância do fundo será de 10,59%. Antes da expansão, o percentual estava em 11,1%, de acordo com o último relatório gerencial da carteira.

O portfólio do REC Renda Imobiliária – focado no segmento de escritórios – é composto atualmente por 12 imóveis que, juntos, somam uma área bruta locável (ABL) de 93 mil metros quadrados.

Maiores altas desta sexta-feira (22)

TickerNomeSetorVariação (%)
RBRP11RBR PropertiesOutros2,67
XPPR11XP PropertiesOutros2,42
RBRR11RBR Rendimento High GradeTítulos e Val. Mob.1,36
VINO11Vinci OfficesLajes Corporativas1,22
ALZR11Alianza Trust RendaLogística1,2

Maiores baixas desta sexta-feira (22):

TickerNomeSetorVariação (%)
AIEC11Autonomy EdifíciosLajes Corporativas-1,25
BLMG11Bluemacaw LogísticaLogística-1,05
KFOF11Kinea FoFTítulos e Val. Mob.-0,95
RCRB11Rio Bravo Renda CorporativaLajes Corporativas-0,82
BRCR11BC FUNDHíbrido-0,79

Fonte: B3

Descubra o passo a passo para viver de renda com FIIs e receber seu primeiro aluguel na conta nas próximas semanas, sem precisar ter um imóvel, em uma aula gratuita.

Dividendos hoje

Confira quais são os quatro fundos imobiliários que distribuem rendimentos nesta sexta-feira (22):

TickerFundoRendimento
SIGR13SIG Capital Recebíveis R$  1,47
SIGR14SIG Capital Recebíveis R$  1,47
SIGR15SIG Capital Recebíveis R$  1,47
SIGR16SIG Capital Recebíveis R$  1,47
SIGR17SIG Capital Recebíveis R$  1,47
SIGR18SIG Capital Recebíveis R$  1,47
MCHY11Mauá High Yield R$  1,40
MCHY13Mauá High Yield R$  1,40
MCHY14Mauá High Yield R$  1,40
MATV11More Gestão Ativa R$  1,20
RBRX11RRB Plus Multi R$  0,98
MATV13More Gestão Ativa R$  0,07

Fonte: InfoMoney. Tickers com final diferente de 11 se referem aos recibos e direitos de subscrição dos fundos.

Giro Imobiliário: Diferenças nas projeções de inflação; Aliansce Sonae vende ativo para agilizar fusão com brMalls

Por que as projeções de inflação do BC e do mercado estão mais descoladas?

Nos últimos meses, as projeções do Banco Central e de economistas do mercado financeiro para a inflação em um horizonte de dois anos têm se distanciado, e a diferença entre elas está hoje no pior nível desde março de 2021, quando a autoridade monetária começou o ciclo de alta de juros.

Enquanto o BC ainda vê espaço para reduzir a inflação de 2023 e levar o IPCA para o nível ao “redor da meta” após dois anos de estouro, o caso já é dado como perdido pela maioria dos bancos e consultorias.

Na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) em junho, o BC estimou que o IPCA deve ficar em 4% em 2023 – ano que é o foco atual da autoridade monetária no combate à alta dos preços. Já o mercado financeiro agora projeta que o índice deve fechar o ano em 5,2%, segundo o mais recente Boletim Focus.

O consenso do mercado para a inflação está acima da projeção do BC desde maio de 2021 e a diferença vem crescendo desde março, logo após a invasão da Ucrânia pela Rússia. Até fevereiro, o desvio era da ordem de 0,3 ponto porcentual. Ela subiu e chegou a 0,7 ponto em junho, com a reunião do Copom, e hoje está em 1,2 ponto.

Também há diferença nas projeções para 2024, outro ano que está dentro do horizonte relevante da política monetária. Enquanto o mercado estima uma inflação de 3,3%, o BC prevê 2,7%.

Para a autoridade monetária, os profundos choques da pandemia de covid-19 e da guerra na Ucrânia deixam tudo mais incerto, até os modelos de previsão. Especialistas avaliam, contudo, que avaliações diferentes sobre a economia global e a brasileira explicam parte da divergência e podem determinar quem vai terminar com a razão. Entenda a diferenças entre as projeções de inflação do BC e do mercado.

Aliansce Sonae (ALSO3) vende ativo para agilizar fusão com brMalls (BRML3)

A Aliansce Sonae (ALSO3) celebrou contrato para venda da totalidade de sua participação no Uberlândia Shopping, no valor de R$ 195 milhões ao cap rate (taxa de capitalização) de 8,2%, com base na receita operacional líquida (NOI, na sigla em inglês) do shopping estimado para o ano de 2022.

Segundo relatório de analistas, o anúncio não é uma surpresa, pois era algo esperado em antecipação a uma possível exigência do Conselho Brasileiro de Defesa da Concorrência (CADE) para a aprovação da fusão em andamento com a brMalls (BRML3).

Nesse sentido, Credit Suisse lembra que a Aliansce já havia anunciado suas intenções de venda desse ativo e de outros dois (potencialmente três).

Sendo assim, Itaú BBA acredita que além do Uberlândia Shopping, o Shopping Vila Velha e o Shopping Londrina também poderão ser negociados para agilizar a aprovação do negócio com a brMalls.

Para Credit Suisse, a transação aproxima a empresa do sucesso de sua fusão com a brMalls. “Considerando que a Aliansce anunciou abertamente que poderia ser obrigada a vender esse ativo por questões de concorrência, vemos a avaliação alcançada para o ativo como acretiva (a ALSO está negociando a um cap rate de 2022 de 17%).”

Por outro lado, analistas do Itaú BBA acreditam que o cap rate da venda de 8,2% foi uma surpresa, já que é quase metade do cap rate implícito no preço atual da ação de 15,8%.

Compartilhe