Vendas de ativos

Aliansce Sonae (ALSO3) vende ativo para agilizar fusão com brMalls (BRML3)

Segundo relatórios de analistas, o anúncio não é uma surpresa, pois era algo esperado em antecipação a uma possível exigência do Cade

Por  Felipe Moreira -

A Aliansce Sonae (ALSO3) celebrou contrato para venda da totalidade de sua participação no Uberlândia Shopping, no valor de R$ 195 milhões ao cap rate (taxa de capitalização) de 8,2%, com base na receita operacional líquida (NOI, na sigla em inglês) do shopping estimado para o ano de 2022.

Segundo relatório de analistas, o anúncio não é uma surpresa, pois era algo esperado em antecipação a uma possível exigência do Conselho Brasileiro de Defesa da Concorrência (CADE) para a aprovação da fusão em andamento com a brMalls (BRML3).

Nesse sentido, Credit Suisse lembra que a Aliansce já havia anunciado suas intenções de venda desse ativo e de outros dois (potencialmente três).

Sendo assim, Itaú BBA acredita que além do Uberlândia Shopping, o Shopping Vila Velha e o Shopping Londrina também poderão ser negociados para agilizar a aprovação do negócio com a brMalls.

Para Credit Suisse, a transação aproxima a empresa do sucesso de sua fusão com a brMalls. “Considerando que a Aliansce anunciou abertamente que poderia ser obrigada a vender esse ativo por questões de concorrência, vemos a avaliação alcançada para o ativo como acretiva (a ALSO está negociando a um cap rate de 2022 de 17%).”

Por outro lado, analistas do Itaú BBA acreditam que o cap rate da venda de 8,2% foi uma surpresa, já que é quase metade do cap rate implícito no preço atual da ação de 15,8%.

Credit Suisse mantém avaliação outperform (equivalente à compra) para Aliansce Sonae, e preço-alvo de R$ 29 frente a cotação de quinta-feira (21) de 16,58. BBA também reitera classificação outperfom para empresa, com preço-alvo de R$ 23.

Fusão entre Aliansce Sonae e brMalls

No início do mês passado, a Aliansce Sonae anunciou a aprovação da combinação de negócios entre ela e a brMalls em suas respectivas assembleias gerais extraordinárias, encerrando um período de negociações de seis meses repleto de idas e vindas. Com a aprovação, foi selado um acordo para a criação de uma gigante do setor de shopping centers.

A Aliansce Sonae pagará aos acionistas da brMalls R$ 1,25 bilhão em dinheiro e 326 milhões em novas ações da Aliansce.

Avaliada em aproximadamente R$ 12 bilhões em valor de mercado, a nova companhia será a maior plataforma de shoppings da América Latina, contemplando 69 shoppings em seu portfólio e cerca de 13 mil lojas em seus estabelecimentos, com cerca de 60 milhões de visitantes por mês. O novo conglomerado também deve aumentar seu poder de barganha com fornecedores e varejistas.

Como etapa final do processo, as empresas aguardam a análise do Cade, de modo que investimentos robustos em seus ativos só poderão ser realizados após a aprovação da operação pelo órgão.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe