Ethereum pode bater US$ 4 mil até maio com aprovação de ETF, diz Standard Chartered Bank

SEC tem até o dia 23 de maio para decidir se aprova ou não o primeiro pedido de ETF

Bloomberg

(Kanchanara/Unsplash)

Publicidade

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla inglês) deve aprovar os primeiros ETFs (fundo de índice) à vista de Ethereum (ETH) no dia 23 de maio, segundo o banco Standard Chartered Bank.

Esse é o prazo do regulador para decidir se libera ou não o primeiro pedido, feito pela gestora Vaneck no final do ano passado. Empresas como BlackRock, Grayscale, Ark Invest e 21Shares também tentam obter aval do regulador.

Geoffrey Kendrick, head de research em forex e ativos digitais do Standard Chartered Bank, escreveu em relatório na última semana que o Ethereum pode subir 70% nos próximos quatro meses até a aprovação se seguir os passos do BTC, que disparou 160% antes da aprovação dos ETFs spots da criptomoeda.

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Se os preços do ETH tiverem um desempenho semelhante ao desempenho dos preços do BTC antes da aprovação do ETF de BTC, o ETH poderá ser negociado a US$ 4 mil até lá.”

— Geoffrey Kendrick, head de research em forex e ativos digitais do Standard Chartered Bank

O Ethereum opera em queda de -1,40%, a US$ 2.308, na manhã desta quarta-feira (31), segundo o agregador CoinMarketCap. Na semana, o ativo digital entrega ganhos de +2%.

Neste mês de janeiro, a SEC adiou a análise dos pedidos de ETFs feitos por Grayscale, BlackRock e Fidelity. Antes da aprovação do ETF à vista de Bitcoin (BTC) na segunda semana de janeiro, o xerife do mercado de capitais também postergou a verificação das solicitações diversas vezes.

Para Kendrick, as chances de aprovação do ETF à vista de Ether são altas porque a SEC não categorizou o ativo digital como valor mobiliário nos processos movidos contra exchanges de criptomoedas no ano passado. Além disso, já existem futuros de Ether sendo negociados em bolsa.

Continua depois da publicidade

“Não vemos nenhuma razão fundamental para a SEC ver o ETH de forma diferente do que o CME já faz”, escreveu.