Corrida contra o tempo

Em segunda rodada de captação, cotas do fundo Dynamo Cougar se esgotam em 46 segundos

Segundo apurou o InfoMoney, a maior parte da alocação veio de pessoas físicas

Por  Bruna Furlani -

As captações do Dynamo Cougar FIC FIA, que reabriram nesta quarta-feira (2), para cotistas e não cotistas, se esgotaram 46 segundos após a reabertura, de acordo com a gestora. Ao todo, foram captados R$ 1,1 bilhão, isso levando em conta os R$ 450 milhões da primeira etapa e os R$ 650 bilhões da segunda etapa.

Segundo apurou o InfoMoney, a maior parte da alocação veio de pessoas físicas. Na última segunda-feira (31), a gestora abriu a captação para o mesmo fundo, mas apenas para cotistas. Na ocasião, as captações foram finalizadas 1 minuto e 24 segundos depois da abertura.

O fundo é destinado apenas a investidores qualificados (que possuem ao menos R$ 1 milhão em aplicações financeiras) e exige investimento mínimo de R$ 300 mil, sendo que a movimentação mínima é de R$ 30 mil.

É a segunda vez em dez anos que a gestora reabre o Cougar – a anterior ocorreu em março de 2020, em meio à crise do coronavírus, que provocou uma crise nos mercados.

Ao Brazil Journal, um sócio da gestora disse que “há muito tempo não vemos empresas de qualidade negociando a múltiplos tão interessantes” e que “os preços estão atrativos para quem tem visão de longo prazo”.

O Dynamo Cougar, que é um fundo de ações, foi criado em 1993. A carteira rendeu 27.923%% desde janeiro de 1996 (dado mais antigo disponível na plataforma de informações financeiras Economatica). No mesmo intervalo, o Ibovespa valorizou 2.205%. No ano passado, o retorno negativo do Cougar foi de 17,30%.

O que os especialistas da XP recomendam para você? Clique aqui e faça uma simulação de investimentos gratuita, sem robôs

Compartilhe