Central de FIIs

Fundos imobiliários fecham sessão em alta de 0,20% e recuperam perdas da véspera

O fundo Vinci Offices (VINO11) liderou a lista das maiores altas do dia, com elevação de 5,6%

Por  Wellington Carvalho -

 

O IFIX – índice que reúne os fundos imobiliários mais negociados na Bolsa – fechou a sessão desta quinta-feira (3) em alta de 0,20%, aos 2.741 pontos. Ontem, o indicador havia fechado em queda de 0,17%. O fundo Vinci Offices (VINO11) liderou a lista das maiores altas do dia, com elevação de 5,6%. Confira outros destaques ao longo do Central de FIIs.

Destaque da lista das maiores altas de fevereiro, o fundo imobiliário Pátria Logística (PATL11) entrou no radar do BB Investimentos, que recomendou compra da carteira em relatório divulgado na quarta-feira (2).

Entre os atrativos do fundo, o banco cita a última distribuição de dividendos, de R$ 0,58 por cota, equivalente a um retorno mensal com dividendos de 0,74%.

“Trata-se de um dos maiores dividend yields [retorno com dividendos] do segmento de fundos logísticos”, calcula o relatório assinado por Richardi Ferreira e Victor Penna, analistas do BB Investimentos. O fundo também se beneficia do bom momento do setor logístico, que encerrou 2021 com a menor taxa média de galpões vazios em sete anos. Confira mais detalhes ao longo do Central de FIIs.

Atualmente, o Pátria Logística possui 97% do patrimônio alocado em imóveis logísticos, percentual que representa os 151 mil metros quadrados de área bruta locável (ABL) do portfólio.

Recentemente, o fundo anunciou a celebração de um novo contrato junto a empresa Rio Branco Alimentos, conhecida como Pif Paf Alimentos, para locação de parte do galpão localizado em Ribeirão das Neves (MG). O acordo também chamou atenção de Ferreira.

“A gestão destaca que, com a assinatura dessa última locação, o fundo atingiu a estabilidade operacional com 100% de ocupação”, pontua o analista do BB Investimentos.

Na sessão desta quarta-feira (2), as cotas do Pátria Logística fecharam com queda de 1,59%, valendo R$ 76,76.

Maiores altas desta quinta-feira (3):

TickerNomeSetorVariação (%)
VINO11Vinci OfficesLajes Corporativas5,6
KFOF11Kinea FoFTítulos e Val. Mob.4,61
XPCM11XP Corporate MacaéLajes Corporativas4,09
BARI11BARIGUITítulos e Val. Mob.3,31
BCRI11BEES CRITítulos e Val. Mob.3,24

 

Maiores baixas desta quinta-feira (3):

TickerNomeSetorVariação (%)
GALG11Guardian LogísticaHíbrido-2,07
HGRE11CSHG Real EstateLajes Corporativas-2,04
GTWR11Green TowersLajes Corporativas-1,7
RVBI11VBI ReitsTítulos e Val. Mob.-1,46
FIIB11Industrial do BrasilHíbrido-1,29

Fonte: B3

Fundos Inter Teva Índice de Papel (ITIP11) e de Tijolo (ITIT11) contratam formador de mercado

A Inter Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários anunciou a contratação do banco Fator para exercer a função de formador de mercado das cotas dos fundos imobiliários Inter Teva Índice de Papel e Inter Teva Índice de Tijolo.

Reconhecido e cadastrado pela B3, o formador de mercado tem como função estimular a liquidez de ativos negociados na Bolsa, mantendo de forma regular e contínua ofertas de compra e venda durante o pregão. Além de facilitar a negociação dos papéis, o formador de mercado também evita movimentos artificiais das cotações.

Atualmente, os fundos Teva Índice de Papel e Teva Índice de Tijolo apresentam liquidez média diária de R$ 62 mil e R$ 44 mil, respectivamente.

A prestação dos serviços pelo Fator terá início no dia 10 de março de 2022 e os custos serão pagos pelos fundos.

Dividendos de hoje

Confira quais são os fundos imobiliários que distribuem rendimentos nesta quinta-feira (03):

TickerFundoRendimento
FISD11São DomingosR$ 11,18 *

Fonte: InfoMoney

(*) Amortização

Giro imobiliário: taxa de galpões vazios é a menor em sete anos; projeção para inflação em 2022 volta a subir

Procuram-se galpões: com explosão do e-commerce na pandemia, faltam espaços para mercadorias

Enquanto os shoppings e as lajes corporativas viram seus espaços vagos para locação aumentar por causa do isolamento social e do home office, os galpões em condomínios logísticos de alto padrão estão em situação oposta.

Mesmo com a entrega recorde de 2,2 milhões de metros quadrados (m²) de novas áreas no ano passado, a disponibilidade de galpões de alto padrão no país continua restrita. Em Estados do Norte, do Nordeste e do Sul faltam galpões para alugar.

O aperto provocado pela explosão do e-commerce fez com que 2021 se encerrasse com a menor taxa média de galpões vazios no país em sete anos, de 10,19%, aponta o levantamento da SiiLA, empresa especializada em pesquisa de mercado.

Em Sergipe e Paraíba, a vacância é zero. No Ceará e no Espírito Santo, não chega a 1%. No Amazonas, no Pará, em Goiás e em Santa Catarina está abaixo de 4%.

Até o estado de São Paulo, que concentra a maior parte dos novos empreendimentos, tem problemas de oferta. A vacância média de São Paulo, de 12,31%, um pouco acima da média nacional, é ainda muito baixa e a menor em sete anos. E em municípios mais cobiçados, como Cajamar e Barueri, essa taxa oscila entre 6% e 7%.

Projeção para a inflação de 2022 sobe pela sétima semana seguida

A mediana das estimativas para o IPCA, o índice de inflação oficial do Brasil, avançou pela sétima semana consecutiva no Relatório Focus, para 5,60%, e está cada vez mais distante do teto da meta definida pelo governo para 2022 (5,0%).

A pesquisa, coletada semanalmente pelo Banco Central com mais de 100 instituições financeiras, também aponta um aumento na expectativa para a inflação de 2023 e 2024, em sinal de desancoragem em relação à meta.

O objetivo a ser perseguido pelo Banco Central é que a inflação fique em 3,5% neste ano, com tolerância de 1,5 ponto percentual (ou seja: a meta será cumprida se o IPCA ficar entre 2% a 5%).

Caso o governo não consiga cumprir a meta de inflação, será o segundo ano consecutivo que isso ocorrerá (em 2021 o IPCA ficou em 10,06%).

O relatório, que geralmente é divulgado pelo Banco Central às segundas-feiras, saiu nesta quarta-feira (2) devido ao feriado do Carnaval, em meio à invasão da Ucrânia pela Rússia e à decisão do governo federal de baixar o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em 25%.

Os demais indicadores pesquisados não tiveram alterações: o mercado financeiro segue projetando que 2022 vai terminar com uma alta de 0,30% do PIB, a Selic a 12,25% ao ano e dólar a R$ 5,50.

Como viver de renda com FIIs
Receba um ebook gratuito que explica como montar uma carteira de Fundos Imobiliários para obter renda periódica:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe