Estreia

Como participar de um IPO

Investir na estreia de uma empresa na Bolsa é um pouco diferente do ato de comprar uma ação já listada

SÃO PAULO – Em 2019, espera-se que cerca de 20 empresas façam suas estreias no mercado de compra e venda de ações, a chamada oferta pública inicial ou, na sigla em inglês, IPO.

Listar as ações na Bolsa significa permitir que pessoas físicas comuns se tornem sócias da empresa a partir da compra dessas fatias do negócio. Normalmente, o IPO é realizado em um momento de otimismo da companhia – o dinheiro levantado tende a ser usado para uma expansão das operações.

Por isso, investir nas ações logo no dia da estreia em bolsa, buscando aproveitar ao máximo as movimentações dos pregões seguintes, é comum entre investidores experientes. Alguns chegam a comprar e vender um grande lote no mesmo dia – são os chamados flippers.

Passo 1: abra uma conta

Para participar de um IPO, seja para “flippar” ou para manter as ações em carteira, é necessário ter uma conta aberta em uma instituição financeira participante da oferta. Na Clear, por exemplo, a compra de ações não tem taxa de corretagem.

Uma vez aberta a conta, o investidor precisa transferir o capital necessário para realizar o investimento. Sem dinheiro na conta, não há como investir, obviamente.

Passo 2: informe-se

Normalmente, as instituições financeiras entregam atualizações sobre as empresas que vão fazer IPOS. Entre essas informações estará o intervalo de preço de referência para as ações, fornecido pelo banco responsável pela emissão das ações.

Antes de definir participar do IPO, é importante pesquisar sobre a empresa. Leia o prospecto do negócio e procure entender qual será o destino da receita captada. Também costumam ser publicados relatórios em casas de análise sobre as empresas que listarão ações e sobre os respectivos setores. Se parecer cilada, fuja, mas se o interesse permanecer, é hora de fazer sua reserva.

Passo 3: reserve

A reserva é feita através da corretora. No momento da solicitação, o investidor define o preço máximo que está disposto a pagar pelas ações. Importante saber que essa solicitação não pode ser cancelada depois do término desse período de reservas.

Passo 4: acompanhe o papel

Em seguida, ocorre o processo de formação de preço dos papéis. É o valor de estreia das ações na bolsa. É aí que o investidor sabe se, efetivamente, participará do IPO: se o teto estabelecido pelo investidor for de R$ 20 e a ação estrear a R$ 30, por exemplo, essa pessoa fica de fora.

Quem ofereceu acima disso, por outro lado, irá pagar trinta, assim como os demais investidores.

Só depois de todas essas etapas, a ação começa a ser negociada na bolsa, e seu preço a oscilar de acordo com as negociações no mercado.

Participe de IPOs com taxa ZERO para corretagem de ações: abra uma conta gratuita na Clear!