Webinar ao vivo

Como e onde investir no Brasil com a Selic a 4,5% ao ano? Especialistas respondem

Gestores e economista da XP, Equitas e Vinland participaram de transmissão para debater impacto de novo corte da Selic sobre os investimentos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Com o quarto corte consecutivo, a taxa Selic foi reduzida hoje de 5% para 4,5% ao ano, na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central em 2019. A decisão já era esperada pelo mercado financeiro, de maneira unânime.

Em meio à expectativa de que os juros básicos brasileiros possam sofrer mais um corte de 0,25 ponto percentual em 2020, encerrando o ano em 4,25% a.a., investidores terão que se acostumar de vez a conviver com níveis de retorno ainda baixos em aplicações de renda fixa.

Leia também:
O que muda nas aplicações de renda fixa com o novo corte da Selic

No mercado de ações, a Bolsa caminha para o quarto ano seguido de alta e a seletividade de boas ações deve ficar ainda mais refinada.

Neste contexto, como ficam os rendimentos das aplicações financeiras e no que ainda vale a pena investir? E o que o investidor deve esperar no cenário macroeconômico de 2020?

Para responder essas e outras questões de investimento e economia, Felipe Dexheimer, head de alocação da XP, Luis Felipe Amaral, gestor da Equitas, e Aurelio Bicalho, economista-chefe da Vinland Capital, participaram de live com Beatriz Cutait, editora de investimentos no InfoMoney. Eles responderam dúvidas enviadas por leitores por meio dos canais de YouTube do InfoMoney e da XP.

É hora de investir em renda variável: abra uma conta gratuita de investimentos na XP!