Estreia do podcast "Banco Imobiliário"

Brookfield: o que uma das maiores gestoras do mundo está comprando no Brasil

Roberto Perroni participou do programa de estreia do novo podcast do InfoMoney

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Uma empresa com 120 anos no Brasil já faz tempo passou pelo teste de resiliência, em meio a tantos ciclos econômicos vividos no país, com diferentes desafios e necessidades de adaptação. A história da Brookfield começou em 1899 e a empresa vem estreitando o vínculo com o mercado brasileiro, com planos para expandir as operações.

Pelo menos essa foi a sinalização dada por Roberto Perroni, CEO da Brookfield Properties Group Brazil, que participou do programa de estreia do novo podcast do InfoMoney, o “Banco Imobiliário”.

Apresentado por Marcelo Hannud, sócio especialista em mercado imobiliário da XP Asset, e por Beatriz Cutait, editora de Investimentos do InfoMoney, o podcast pode ser ouvido nas plataformas Spotify, Spreaker e demais agregadores de podcast. Você ainda pode conferir o programa na íntegra em nosso canal no YouTube.

Com foco no mercado imobiliário, o novo podcast terá episódios semanais e contará com convidados que são figuras de peso no setor e de diferentes áreas de atuação, como Walter Torre (WTorre), Carolina Burg (JFL Realty) e Giancarlo Nicastro (SiiLa Brasil).

No episódio de estreia, Perroni, da Brookfield, fala de sua visão sobre a economia, das perspectivas e oportunidades para o mercado imobiliário e também dos riscos, como de euforia dos investidores.

Com o Brasil passando pelo que considera um “momento atípico”, Perroni disse enxergar uma recuperação do país e contou que aproveitou as oportunidades da crise para reforçar o portfólio.

“Investimos no Brasil nos últimos cinco anos muito mais do que em outros anos em que a economia estava boa”, afirmou, ressaltando que a empresa segue com a intenção de expandir os negócios em diferentes segmentos.

Leia também:
Fundos imobiliários ganham 427 mil novos investidores em 2019, com número recorde de ofertas
O que esperar dos fundos imobiliários, depois de forte valorização?

A crise permitiu à empresa fazer aquisições abaixo do custo de reposição, com descontos que chegaram a até 40%, segundo o CEO, em referência ao portfólio de escritórios “Triple A” montado em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Além desse segmento, a empresa tem em sua carteira shoppings e galpões logísticos, foco dos novos negócios do momento atual. Hotéis também estão sendo analisados, ainda que “com cautela”.

O mercado, contudo, está mais competitivo, com maior disputa nas aquisições e também maior interesse de compradores pelo portfólio, assinalou Perroni.

Invista em fundos imobiliários com a melhor assessoria e taxa ZERO: abra uma conta gratuita na Rico