Bitcoin interrompe sequência de ganhos e cai acompanhando bolsas dos EUA

Moeda digital atingiu maior preço em mais de dois anos na segunda-feira (12)

Equipe InfoMoney

Publicidade

O Bitcoin (BTC) caiu pela primeira vez em oito dias em meio a uma realização de lucros após a criptomoeda superar o patamar de US$ 50 mil pela primeira vez em mais de dois anos. O movimento ocorre em linha com o desempenho das bolsas dos Estados Unidos, que também cedem nesta terça-feira (13) após o dado de inflação ao consumidor do país vir mais alto que o esperado.

“O Bitcoin ganhou 10% nas últimas cinco sessões e 15% no último mês”, disse Teong Hng, CEO da Satori Research, empresa de investimentos em criptoativos com sede em Hong Kong. “Consequentemente, os especuladores estão realizando algum lucro. Espero que a correção seja superficial e [o nível de] US$ 45 mil forneça suporte sólido para o BTC”, falou.

O ativo digital caía 2,8% pouco após as 12h nesta terça, para US$ 48.450. Ainda assim, acumula alta de cerca de 13% em uma semana e de 16% este ano.

Aula Gratuita

Os Princípios da Riqueza

Thiago Godoy, o Papai Financeiro, desvenda os segredos dos maiores investidores do mundo nesta aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Sua última recuperação foi impulsionada pelo otimismo de que a aprovação dos EUA no mês passado de ETFs (fundos negociados em bolsa) de Bitcoin à vista está levando a uma maior aceitação geral da moeda digital.

“Há alguma realização de lucros, US$ 50 mil é um número psicologicamente significativo e os traders ainda estão tentando adivinhar no que darão as aprovações do ETF”, disse Michael Safai, sócio fundador da empresa de trading quantitativo Dexterity Capital.

Nove fundos negociados em bolsa de Bitcoin à vista dos EUA foram lançados em 11 de janeiro, enquanto o Grayscale Bitcoin Trust, com mais de uma década de existência, foi convertido em um ETF no mesmo dia. O maior acesso proporcionado pelos ETFs promete ampliar a base de investidores do criptoativo.

Continua depois da publicidade

Os novos fundos atraíram mais de US$ 9 bilhões até agora, enquanto os resgates do fundo da Grayscale, que atingiram US$ 6 bilhões desde a sua conversão em ETF, parecem perder força.

Na noite de ontem, também veio à tona que o fundo de venture capital de Peter Thiel, cofundador do PayPal, comprou US$ 200 milhões em criptomoedas em meados do ano passado, quando o Bitcoin era negociado a cerca de US$ 30 mil. O aporte foi dividido em BTC e Ethereum (ETH).

(Com Bloomberg)