Em onde-investir / acoes

Conheça as ações mais baratas do Ibovespa; 24 papéis custam menos do que valem

A Eletrobras (ELET3) é a companhia que possui o menor P/VPA do Ibovespa, de 0,12

Eletrobras
(Divulgação/Eletrobras)

SÃO PAULO – O Ibovespa, principal índice da Bovespa, possui 73 ações, de 67 diferentes empresas. Cada empresa possui um valor patrimonial por ação (VPA), que mostra o valor do patrimônio líquido da companhia dividido pelo número total de ações que ela possui. Ao dividir esse múltiplo pelo preço da ação, obtêm-se o P/VP, que informa o quanto o mercado está disposto a pagar pelo Patrimônio Líquido da companhia. Valores abaixo de um, indicam que as ações estão baratas ou subvalorizadas, valores acima de um mostram que ela está cara ou supervalorizada.

Acompanhe a cotação de todos os fundos imobiliários negociados na BM&FBovespa

De todas as ações presentes no índice, 24 estão com o preço da ação abaixo do valor patrimonial ou o P/VP abaixo de um, o que pode sinalizar que a empresa está com um desempenho insatisfatório e que suas ações, provavelmente, tiveram um recente movimento negativo. Ao mesmo tempo, isso também pode indicar uma oportunidade de compra, afinal, a tendência é que o valor da ação seja corrigido em direção ao valor da companhia, mas é válido lembrar que isso não representa uma regra.

Quer saber mais sobre os termos usados no mercado financeiro? Acesse o glossário InfoMoney

Dentre as ações com preço considerado barato, de acordo com esse levantamento, as que possuem as maiores participações nos índices são a Petrobras (PETR4) e a OGX (OGXP3). Elas representam a segunda e terceira maior participação no benchmark, com 7,773% e 5,013%, respectivamente, atrás apenas da Vale (VALE5), que possui 8,190%.

Em relação à Petrobras, enquanto o seu VPA é de R$ 25,93, o preço unitário de suas ações valem R$ 18,45, de acordo com o fechamento da última segunda-feira (16/09), o que representa um P/VP de 0,71. As ações ordinárias da companhia (PETR3) também estão em uma situação parecida, já que cada ativo está valendo apenas R$ 17,44, formando um P/VP de 0,67. Já a OGX, do empresário, ex-bilionário, Eike Batista, possui um VPA de R$ 0,68, enquanto suas ações valem apenas R$ 0,38, formando um P/VPA de 0,56.

É válido lembrar que, apesar de ser algo favorável, que indique um bom momento de compra, não pode nunca ser o único critério do investidor, afinal, muitos outros fatores também têm que ser levados em conta, como capacidade de geração de caixa da empresa, seu nível de endividamento, o seu dividend yield, a margem com a qual ela está trabalhando e a qualidade de sua dívida, segundo o analista da Gradual Investimentos, Paulo Esteves.

A companhia de petróleo do Grupo EBX, por exemplo, apesar do VPA extremamente atrativo, apresenta uma queda de mais de 90% no ano, com uma dívida líquida de 7,979 bilhões, divulgada em seu último balanço trimestral. Isso mostra que os papéis da empresa representam um imenso risco ao investidor.

Outras empresas com uma participação de extrema relevância no Ibovespa e que estão com o valor da ação abaixo do valor patrimonial são: PDG Realty (PDGR3), Usiminas (USIM5), Gafisa (GFSA3), Oi (OIBR4) e Santander (SANB11).

Eletrobras: o menor P/VPA do Ibovespa
A Eletrobras (ELET3) é a companhia que possui o menor P/VPA do Ibovespa, de 0,12, e, consequentemente, o VPA mais atrativo do índice, de R$ 49,13, afinal, suas ações custam hoje apenas R$ 6,00.

Segundo o analista, a Eletrobras foi uma das empresas que mais sofreu com a MP 579, que renovou as concessões dos serviços de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica e reduziu as tarifas da conta de luz para os consumidores finais. “A companhia estatal sofreu perdas contábeis de R$ 10 bilhões com a medida e os investidores viram suas ações derreterem, na época, mais de 60%”, contou.

Outras empresas com VPA atrativo
Outras empresas que estão com o VPA atrativo são: Suzano (SUZB5), Rossi (RSID3), BR Properties (BRPR3), Bradespar (BRAP4), Marfrig (MRFG3), Eletropaulo (ELPL4), MMX (MMXM3), Brookfield (BISA3), Gerdau (GOAU4), CESP (CESP6), Copel (CPLE6), Oi (OIBR3), Transmissão Paulista (TRPL4) e Usiminas (USIM3).

Veja a tabela completa:

Empresa Ticker Participação no Ibovespa (%) Valor da Ação (16/09/2013) Valor Patrimonial por Ação (VPA) Preço por Valor Patrimonial (P/VP)
Eletrobras ELET3 0,680 R$ 6,00 R$ 49,13 0,12
Eletrobras ELET6 0,721 R$ 10,12 R$ 49,13 0,21
Brookfield BISA3 0,607 R$ 1,78 R$ 4,59 0,39
Rossi Residencial RSID3 0,879 R$ 2,92 R$ 5,55 0,53
OGX OGXP3 5,013 R$ 0,38 R$ 0,68 0,56
MMX MMXM3 0,608 R$ 1,76 R$ 3,07 0,57
Eletropaulo ELPL4 0,674 R$ 8,89 R$ 15,24 0,58
Gafisa GFSA3 1,500 R$ 3,47 R$ 5,63 0,62
Usiminas USIM3 0,179 R$ 10,05 R$ 16,23 0,62
Usiminas USIM5 1,922 R$ 10,44 R$ 16,23 0,64
Petrobras PETR3 2,799 R$ 17,44 R$ 25,93 0,67
Copel CPLE6 0,409 R$ 31,01 R$ 46,26 0,67
PDG Realty PDGR3 2,152 R$ 2,45 R$ 3,59 0,68
Petrobras PETR4 7,773 R$ 18,45 R$ 25,93 0,71
Oi OIBR4 1,427 R$ 4,24 R$ 5,92 0,72
Cesp CESP6 0,525 R$ 23,64 R$ 31,67 0,75
BR Properties BRPR3 0,788 R$ 19,22 R$ 25,38 0,76
Oi OIBR3 0,357 R$ 4,58 R$ 5,92 0,77
Marfrig MRFG3 0,714 R$ 6,46 R$ 7,66 0,84
Santander SANB11 1,027 R$ 14,25 R$ 16,83 0,85
Gerdau GOAU4 0,541 R$ 21,47 R$ 25,38 0,85
Bradespar BRAP4 0,746 R$ 25,83 R$ 27,30 0,95
Suzano SUZB5 0,890 R$ 9,35 R$ 9,62 0,97
Transmissão Paulista TRPL4 0,211 R$ 33,09 R$ 34,05 0,97

 

Contato