Em onde-investir / acoes

Corretora faz duas alterações em carteira recomendada de maio

A XP Investimentos divulgou sua carteira recomendada para maio, realizando duas alterações em relação ao mês anterior, quando teve queda de 2,5%

logo Itaú - bancos
(Wikimedia)

SÃO PAULO – A XP Investimentos divulgou sua carteira recomendada para maio, realizando duas alterações em relação ao mês anterior, quando teve queda de 2,5%. A corretora optou por retirar as ações da Sabesp (SBSP3) e da PDG Realty (PDGR3) e incluir as do Itaú Unibanco (ITUB4) e Petrobras (PETR4).

Acompanhe a cotação de todos os fundos imobiliários negociados na BM&FBovespa

De acordo com a XP, o destaque absoluto de alta foram as ações da Hering (HGTX3). “Estamos satisfeitos com o desempenho das ações da Cia Hering que contribuiu com mais de 15% de valorização no portfólio, superando 16 p.p. o Ibovespa. Os números do 1T13 vieram fracos, mas acima das expectativas dos analistas. As vendas desse período são caracteri-zadas pela liquidação de verão e dificilmente seriam bem sucedidas, visto o fraco estoque das lojas, conforme já prevíamos no 4T12. Sendo assim, em nossa opinião, isto já havia sido precificado pelo mercado, que agora aguarda pelos números do 2T13, em que proje-tamos um “same store sales” positivo”, afirmou a corretora em relatório.

Quer saber mais sobre os termos usados no mercado financeiro? Acesse o glossário InfoMoney

Ainda segundo a XP, a exclusão das ações da Sabesp ocorreu por conta da revisão do reajuste tarifário definido pela Arsesp. “Não só o montante foi menor que o esperado, mas também seu próprio repasse foi postergado. Por fim, a Arsesp declarou publicamente que estuda meios para reduzir o impacto tarifário no consumidor final, contribuindo ainda mais para o fluxo de notícias negativas. Diante de tantas incertezas, não nos sentimos mais confortáveis e optamos pelo desinvestimento”, disse.

Já em relação à retirada das ações da PDG Realty, a corretora afirmou que foi devido aos resultados recentes, divulgados no final de março, que mostraram um write-off de cerca de R$ 1,7 bilhão, valor esse que ficou acima do esperado pela XP. “Ainda que acreditemos que a Vince Partners consiga implementar mudanças significativas na empresa, assim como o mercado, temos dúvidas quanto ao atingimento das métricas”, completou.

Desempenho em abril
Em março, a carteira da XP apresentou desvalorização de 2,5%, ante queda de 0,8% do Ibovespa.

 Carteira de ações recomendadas para maio:

Ativo Ticker Peso
Arteris ARTR3 10%
Cia Hering HGTX3 10%
Itaú Unibanco ITUB4 10%
Petrobras PETR4 10%
Santos Brasil STPB11 10%
Ultrapar UGPA3 15%
Vale VALE3 10%
BM&FBovespa BVMF3 15%
BR Malls BRML3 10%

 

Tudo sobre:  Ações   Bolsas  

Contato