Em onde-investir / acoes

Mercado volátil? Veja as boas pagadoras de dividendos mais recomendadas

As ações da Telefônica Brasil ficaram em primeiro lugar pelo oitavo mês seguido nas carteiras recomendadas de dividendos

Telefonica Brasil_telefonia_celular
(Divulgação)

SÃO PAULO – As ações da Telefônica Brasil (VIVT4) ficaram em primeiro lugar pelo oitavo mês seguido nas carteiras recomendadas de dividendos. A companhia foi citada em cinco entre as sete carteiras analisadas pelo Portal InfoMoney. No mês anterior, a empresa de Telecom havia sido recomendada por seis carteiras.

Acompanhe a cotação de todos os fundos imobiliários negociados na BM&FBovespa

O segundo lugar permaneceu com a Taesa (TAEE11), que recebeu quatro recomendações. A Cielo (CIEL3) também conseguiu manter sua posição no ranking, conquistando novamente o terceiro lugar, sendo citada em três dos sete relatórios analisados, mas desta vez dividindo a posição com a Grendene (GRND3). Já as duas companhias que haviam dividido a terceira posição com ela em março, o Banco do Brasil (BBAS3) e a Ambev (AMBV4), caíram para a quarta e quinta posição, respectivamente.

Na quarta posição, junto com o Banco do Brasil, ficaram ainda os papéis da Contax (CTAX3) e Tractebel (TBLE3), todas com duas recomendações.

O principal destaque negativo neste mês foi a Ambev, que caiu de quatro para apenas uma recomendação, o que a fez ir para a quinta posição junto com outras 18 empresas.

Recomendações em carteiras de dividendos
Ação Abril/13 Março/13
Telefônica Brasil PN 5 6
Taesa UNT 4 5
Cielo ON 3 4
Grendene ON 3 3
Banco do Brasil ON 2 4
Contax ON 2 2
Tractebel ON 2 3

Telefônica: octacampeã dos dividendos
A Telefônica, que alcançou a primeira posição da compilação InfoMoney pelo oitavo mês seguido, foi mais uma vez o destaque positivo, de acordo com a XP Investimentos.

A companhia de Telecom é o resultado da junção da Telesp com a Vivo e vem apresentando ao longo dos anos um bom histórico de dividendos e taxas de crescimento constantes, vindo da característica defensiva do segmento de telefonia fixa.

“Se é verdade que seu desempenho não foi assim tão exuberante, também é verdade que, considerando o fraco desempenho de bolsa, suas ações se mostraram bastante resilientes e um porto seguro para os investidores. Seus números do 4T12 vieram acima do esperado pelo mercado e mostram uma empresa que segue sendo líder em seu segmento e inclusive conseguindo incrementar sua rentabilidade”, afirmou a corretora em relatório.

A Planner Corretora também considera a empresa como a melhor opção de investimento de longo prazo no setor, “em função de seus fundamentos sólidos, tais como liderança em Market share no segmento móvel acompanhada pela qualidade nos serviços (vale ressaltar que a companhia não foi afetada pelas medidas da Anatel de suspensão de vendas em julho/12), baixo endividamento e excelência no pagamento de dividendos (historicamente, com pay out em torno de 100%)”.

Tri-vice
Ainda segundo a Planner, que também recomendou as ações da Taesa, em segundo lugar pela terceira vez seguida, a empresa, que tem a Cemig como um dos principais acionistas, atua exclusivamente no setor de transmissão de energia elétrica, e vem entregando resultados crescentes, com foco na eficiência operacional, na otimização de sua estrutura de capital de forma a agregar valor aos seus acionistas.

“Uma de suas características é a forte distribuição de dividendos. Em 2012 destinou como proventos R$ 519 milhões, equivalente a um payout de 88%, dos quais R$ 160 milhões foram pagos em dez/12, restando R$ 359 milhões a serem pagos até junho de 2013 (equivalentes a um yield complementar de 4,7%)”, finalizou a corretora.

Metodologia InfoMoney
Ao todo, sete carteiras de bancos e corretoras foram utilizadas para este levantamento. Os portfólios selecionados foram: Bradesco/Ágora, Omar Camargo, Planner Corretora, Rico, Souza Barros, Um Investimentos e XP Investimentos.

 

Contato