Em onde-investir / acoes

Touro, urso, tubarão: conheça os bichos do mercado financeiro

O flipper, por exemplo, é aquele que entra em um IPO e o vende logo em seguida, a fim de conseguir um lucro robusto

tubarão
(Getty Images)

SÃO PAULO – Muitas pessoas já ganharam na infância um porquinho para guardar suas economias, e a grande maioria não sabe o porquê disso. Esse costume teve início na Idade Média, quando muitos britânicos guardavam suas economias em um pote de barro chamado pyggs, o que sonoramente se assemelha a pig (porco, em inglês). E foi desse hábito que aprendemos a guardar aquilo que sobra em um cofrinho.

Acompanhe a cotação de todos os fundos imobiliários negociados na bolsa

Assim como o porco, o mercado financeiro também utiliza outros animais para designar perfis de investidores, ferramentas e tendências. Urso, tubarão, touro e golfinho são alguns deles.

Conheça o que significa cada animal no mercado:

Tubarão: Tanto no mar como no mercado o seu papel é o mesmo: comandar. O tubarão é utilizado para se referir aos grandes players do mercado que têm o poder de ditar muitos dos rumos da bolsa de valores. Esse tipo de investidor pode se “alimentar” dos acionistas minoritários e, em alguns casos, encurralam os menores para conseguirem lucros maiores. “Esses são os mais difíceis de combater, pois eles querem controlar tudo”, afirma a consultora financeira, Eliana Bussinger.

Sardinha: É o avesso do tubarão. As sardinhas do mercado financeiro são o grupo de pequenos investidores em busca de um lucro modesto, quando comparado ao dos grandes players. São esses os acionistas minoritários que, muitas vezes, são "engolidos" pelos tubarões. 

Touro: Indica tendência de alta na bolsa (bullish). O termo vem do fato de que quando um touro ataca, ele utiliza seus chifres em um movimento de baixo para cima.

Urso: Ao contrário do touro, o urso aponta para uma queda no mercado de ações (bearish), pois quando ele ataca dá patadas fortes de cima para baixo.

Abutre: Assim como o abutre fica em torno de sua presa quando ela está prestes a morrer, os fundos abutres são aqueles que compram empresas em dificuldades financeiras. Nesse caso, eles compram ações com valores muito baixos ou créditos podres da companhia. “Mas isso já não tem ocorrido muito, devido ao controle mais rígido dos órgãos”, ressalta Eliana.

Borboleta: É o nome utilizado para fazer referência a uma trava utilizada no mercado de opções que forma, no gráfico da ação, uma figura parecida com uma borboleta. A Borboleta é feita a partir do estabelecimento de duas travas: uma de alta e outra de baixa.

Flipper - Golfinho: Assim como seu pulo ocorre de maneira muito rápida, o investidor que realiza esse movimento é aquele que entra em um IPO (Oferta Inicial Pública) e o vende logo em seguida. “Seu único objetivo é comprar e vender de forma rápida, visando um grande lucro”, sinaliza Eliana.

Manada: É o termo utilizado para se referir a vários animais da mesma espécie que costumam se locomover juntos. No mercado de ações, o "efeito manada" descreve um movimento conjunto de vários investidores em determinada direção, sem fundamentos aparentes. Os investidores acabam aderindo a um determinado consenso e partem para a mesma ação, gerando um desequilíbrio na relação de oferta e demanda. E dependendo da situação, essa movimentação pode até gerar uma bolha no mercado.

 

Contato