Podcast Outliers

A busca por oportunidades em setores com potencial de consolidação: a estratégia de aquisições do Pátria

No episódio 72 do podcast Outliers, Alexandre Saigh, sócio fundador do Pátria, falou sobre as estratégias e filosofia da gestora

Por  Clara Sodré -

Uma estratégia de investimento que se mantém eficiente há trinta anos e que pode ser resumida em alguns segundos. É assim que Alexandre Saigh, sócio fundador do Pátria Investimentos, detalha um dos segredos da gestora, uma das maiores do Brasil e da América Latina.

No episódio 72 do podcast Outliers, o gestor falou sobre a atuação do Pátria, que tem cerca de R$ 150 bilhões sob gestão e está focada principalmente em segmentos como private equity, infraestrutura, crédito, ações listadas e imobiliário.

Em 2021, fundos da gestora compraram 48 empresas em pelo menos cinco países. Nos últimos 10 anos, o número de aquisições sobe para 350.

A expansão do Pátria, explica Saigh, tem se estruturado através de uma filosofia amparada por três fatores: estratégia, gente e disciplina.

No segmento de private equity, por exemplo, a estratégia de investimento toma como base a consolidação de setores fragmentados com potencial de consolidação.

“Entramos em setores resilientes e fragmentados, compramos várias empresas pequenas, criamos uma companhia de médio porte e a vendemos por estratégia”, explica Saigh, ressaltando que, apesar de vitorioso, a explicação do modelo não leva 15 segundos.

O gestor detalha que a estratégia vem funcionando muito bem há quase trinta anos e segue sendo aprimorada pelo Pátria, que observa especialmente os setores de agro, alimentos e saúde como exemplos de segmentos fragmentados e resilientes.

Se em um primeiro momento a estratégia de investimento da gestora pode parecer simples, Saigh pondera que o sucesso do modelo está condicionado à eficiência da equipe.

“As pessoas que você contrata são o segundo segredo para o sucesso da estratégia”, diz. “Os profissionais precisam executar o modelo com consistência e de uma forma sustentável”, reflete.

O terceiro ponto, na avaliação do gestor, é a disciplina, capaz de frear um eventual entusiasmo com oportunidades em áreas fora do escopo da gestora.

Em janeiro do ano passado, o Pátria estreou na bolsa norte-americana Nasdaq, após fazer sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), que movimentou R$ 3,2 bilhões (US$ 588 milhões).

Entre as grandes aquisições realizadas recentemente pelo Pátria,  estão as gestoras Moneda, Kamaroopin e, mais recentemente, a VBI Real State, especializada em fundos imobiliários.

O Outliers é apresentado por Samuel Ponsoni, gestor de fundos da família Selection na XP, e Carol Oliveira, coordenadora de análise de fundos da XP.

A entrevista completa e os episódios anteriores podem ser conferidos por SpotifyDeezerSpreakerApple e demais agregadores de podcasts. Além disso, o podcast também está disponível no formato de vídeo no canal da XP no Youtube.

Compartilhe