Onde Investir

7 despesas que diminuem (ou até somem) quando você se aposenta

Colunista afirma que despesas com deslocamentos, por exemplo, tendem a diminuir na aposentadoria

SÃO PAULO –Quanto dinheiro você vai precisar na aposentadoria? Essa é uma das estimativas mais difíceis de fazer na hora de planejar a aposentadoria. O colunista Robert Berger, do site Business Insider, afirma que, ao invés de estimar um número qualquer, para um planejamento mais preciso é necessário estimar as principais despesas na aposentadoria.

A boa notícia, segundo Berger, é que algumas despesas comuns ao longo da vida podem diminuir ou até desaparecerem na aposentadoria. Algumas imediatamente e outras ao longo dos anos. O colunista fez uma lista de sete despesas que são possíveis eliminar na hora de se aposentar.

1 – Poupança para a aposentadoria
Apesar de não ser exatamente uma despesa, as reservas para a aposentadoria podem tomar uma significante parte do salário durante os anos de trabalho. Para aqueles que guardam de 10% a 15% de seus ganhos durante paticamente toda a vida, esse item pode significar uma redução de despesas significativa na aposentadoria, afirma o colunista.

PUBLICIDADE

2 – Hipoteca
 Muito comum nos Estados Unidos, a hipoteca também é utilizada por alguns brasileiros. E, segundo a matéria do Business Insider, uma boa meta é quitar sua hipoteca da casa quando se aposentar. Enquanto nem todos podem ou conseguem fazer isso, aqueles que planejam o pagamento podem reduzir suas despesas mensais de forma importante nesta fase da vida. Berger afirma, no entanto, que pagar toda a hipoteca não alivia outras despesas como taxas e seguro.

3 – Deslocamento
Da gasolina ao estacionamento, aposentados podem poupar muito evitando viagens diárias, mais comuns quando se trabalha diariamente. As pessoas que trabalham em grandes cidades congestionadas podem economizar  ainda mais dinheiro com o deslocamento depois que se aposentam.

4 – Seguro de Vida
Manter ou não um seguro de vida depois da aposentadoria é uma questão pessoal, que envolve uma série de fatores como a quantidade de recursos que acumulou, se ainda possui muitas pessoas que dependem de você e quais são seus objetivos.

O colunista lembra que esse seguro é usado, geralmente, para substituir a renda que a pessoa que faleceu teria conseguido e sustentar os deus dependentes. Quando se aposentam, a maior parte das pessoas não sustenta mais dependentes com sua renda, por isso, cancelar o seguro pode ser uma opção. Mas  é importante levar em consideração diversos fatores. 

5 – Despesas familiares
Custa muito dinheiro sustentar uma família. Apenas roupas, alimentação e transporte de quatro pessoas pode ser um grande gasto mensal, isso sem falar em outros gastos como educação, que podem fazer com que essas despesas ocupem uma das maiores fatias do salário. Com o tempo esses custos diminuem e tendem a desaparecer completamente do orçamento quando as pessoas se aposentam – já que os filhos crescem e constituem suas próprias famílias, deixando de depender de você.

6 – Taxas na folha de pagamento
As taxas sobre o salário são fáceis de ser esquecidas até que se observe o contracheque. A Previdência Social pode ocupar boa parte da renda antes mesmo dela cair na conta. Claro que, sem um salário, essas taxas deixam de aparecer na aposentadoria.

PUBLICIDADE

7 – Segundo carro
Para muitos casais de aposentados, não há necessidade de um segundo carro. Manter apenas um veículo garante economia desde o seu seguro até sua manutenção. Não é incomum achar aposentados que mantém apenas um carro.